Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise de recorrências de estruturas tópicas em árias da ópera Fosca, de Carlos Gomes.

Processo: 12/23715-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2013
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2013
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Artes - Música
Pesquisador responsável:Diósnio Machado Neto
Beneficiário:Isabela Mestriner Abrahão Machado
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Musicologia   Ária   Retórica

Resumo

Antônio Carlos Gomes inseriu-se com êxito no cenário operístico italiano, principalmente no que remetia-se a assimilação de técnicas de seus contemporâneos, como Verdi, Ponchielli, Mascagni, entre outros. Objetivando-se analisar a inserção de seu processo composicional na perspectiva da nova linguagem da ópera da segunda metade do século XIX, o presente projeto centraliza-se no estudo da ressignificação do melodrama italiano, situando seu enfoque de análise na reestruturação da ária, através da investigação dos recursos composicionais de sua ópera Fosca, de 1873. A ideia central encontra-se no estudo de recorrências de figuras de linguagem, como tópicas e retórica, nas árias da personagem Fosca. Partindo-se da possibilidade de tais figuras de linguagem estarem inseridas em uma textura de maior densidade no caráter dramático das estruturas do melodrama, observando-se principalmente a aquisição de elementos do wagnerianismo, além do estudo de seu momento histórico durante a produção da obra, procura-se observar uma nova visão de Gomes frente a ária italiana, de modo que a ópera insere-se justamente em uma perspectiva de renovações artísticas surgidas a partir da década de 60 do século XIX, na Itália.