Busca avançada
Ano de início
Entree

Desinfecção de Efluente Sanitário Tratado por Reator Compartimentado Anaeróbio/Aeróbio Utilizando Ozônio

Processo: 12/23893-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de março de 2013
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2013
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Sanitária - Tratamentos de Águas de Abastecimento e Residuárias
Pesquisador responsável:Gustavo Henrique Ribeiro da Silva
Beneficiário:Gabriela de Paula Ribeiro
Instituição-sede: Faculdade de Engenharia (FE). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Bauru. Bauru , SP, Brasil
Assunto(s):Desinfecção   Esgotos sanitários   Ozônio   Desinfecção de águas residuárias

Resumo

A disposição adequada do esgoto sanitário é essencial para a manutenção da saúde pública e do meio ambiente. Atualmente, na maioria dos municípios brasileiros, não existem sistemas de coleta e nem tratamento de seus esgotos, porém esta situação deverá mudar, sob o risco de contaminação dos mananciais usados para abastecimento público.Desde a segunda metade do século passado, tem-se observado interesse crescente pela aplicação de processos biológicos para o tratamento águas residuárias, com destaque para as lagoas de estabilização, lodos ativados, reatores aeróbios com biofilmes, reatores anaeróbios, etc.A eficiência do tratamento anaeróbio, de esgoto doméstico, é comprovadamente limitada, de modo que se tenha a necessidade de novas configurações dos processos já existente.Assim como a eficiência do tratamento aeróbio, por si só também apresenta algumas desvantagens. Logo, para minimizar as desvantagens e aperfeiçoar as vantagens presentes nos processos aeróbio e anaeróbio, busca-se a união dos sistemas biológicos de tratamento de águas residuárias, ou seja, a conjugação de processos anaeróbios com processos aeróbios.Neste trabalho será utilizado efluente de uma nova configuração de um reator compartimentado anaeróbio/aeróbio. Umas das principais desvantagens dos processos biológicos, sendo assim, também dos reatores compartimentados anaeróbio-aeróbios é a limitação na remoção de organismos patogênicos. Logo, para a desinfecção completa é necessário aplicar métodos químicos complementares, como por exemplo, o ozônio. Desse modo, oozônio que têm se destacado como método promissor na desinfecção de esgoto sanitário, precisa ser melhor estudado, bem como sua potencialidade na formação de subprodutos. Esta pesquisa se propõe: estudar a formação do principal subproduto formado na ozonização (formaldeído) de esgotos sanitários; verificar como o ozônio atua no processo de oxidação; e ainda, analisar a eficiência da ozonização inativação de microrganismos.