Busca avançada
Ano de início
Entree

Crenças e fatores psicossociais determinantes da adesão aos antidiabéticos orais

Processo: 12/05224-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de julho de 2013
Vigência (Término): 24 de junho de 2014
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Enfermagem - Enfermagem Médico-cirúrgica
Pesquisador responsável:Roberta Cunha Matheus Rodrigues
Beneficiário:Fernanda Freire Jannuzzi
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Médicas (FCM). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:10/10006-8 - O processo de reabilitação e suas interfaces com a qualidade de vida e cultura dos indivíduos fase II, AP.TEM
Assunto(s):Estudos de validação   Adesão à medicação   Diabetes mellitus   Impacto psicossocial

Resumo

A não adesão medicamentosa em pacientes diabéticos pode representar risco para a saúde e ter implicações na qualidade de vida. Este estudo tem como objetivo identificar, com base na Teoria do Comportamento Planejado, as crenças e os determinantes psicossociais da adesão aos antidiabéticos orais. Farão parte deste estudo os pacientes com diabetes do tipo 2 em uso de antidiabéticos orais, em seguimento ambulatorial em hospital universitário. Trata-se de estudo longitudinal composto por duas etapas de coleta de dados. Primeira etapa: serão levantadas as crenças salientes (atitudinais, normativas, de controle, autoeficácia e risco percebido) relacionadas ao uso de antidiabéticos orais, por meio da técnica de entrevista semiestruturada, que será gravada, transcrita e submetida à análise de conteúdo. Segunda etapa: serão identificados os fatores psicossociais associados ao comportamento de adesão medicamentosa: Intenção (Int), Atitude (At), Norma Subjetiva (NS), Controle Comportamental Percebido (CCP), Autoeficácia (Ae) e Risco Percebido (RP), por meio da aplicação de um instrumento construído, com base nas crenças levantadas na primeira etapa, e submetido às análises de validade e confiabilidade. A adesão medicamentosa será mensurada por meio da proporção de adesão e avaliação global da adesão. Os dados serão submetidos à análise estatística descritiva; de confiabilidade (consistência interna); de correlação entre as variáveis psicossociais (At, NS, CCP, Ae, RP e Int) e o comportamento; e de regressão linear para testar a capacidade das variáveis em predizer a intenção e o comportamento. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
JANNUZZI, FERNANDA FREIRE; MATHEUS RODRIGUES, ROBERTA CUNHA; CORNELIO, MARILIA ESTEVAM; SAO-JOAO, THAIS MOREIRA; BUENO JAYME GALLANI, MARIA CECILIA. Beliefs related to adherence to oral antidiabetic treatment according to the Theory of Planned Behavior. Revista Latino-Americana de Enfermagem, v. 22, n. 4, p. 529-537, JUL-AUG 2014. Citações Web of Science: 8.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
Crenças e fatores psicossociais determinantes da adesão aos antidiabéticos orais. 2014. Tese de Doutorado - Universidade Estadual de Campinas. Faculdade de Enfermagem.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.