Busca avançada
Ano de início
Entree

As coalizões de defesa e as mudanças na política externa comercial e energética dos Estados Unidos para o etanol

Processo: 12/21975-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de março de 2013
Vigência (Término): 31 de março de 2016
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Ciência Política - Política Internacional
Pesquisador responsável:Tullo Vigevani
Beneficiário:Laís Forti Thomaz
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia e Ciências (FFC). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Marília. Marília , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):14/05455-9 - As coalizões de defesa e as mudanças na política externa comercial e energética dos Estados Unidos para o etanol: a influência dos fatores internos, BE.EP.DR
Assunto(s):Etanol   Energia   Comércio internacional   Estados Unidos

Resumo

No final de 2011, o Congresso dos Estados Unidos encerrou suas atividades sem renovar os principais incentivos federais à produção de etanol, criados nos anos 1970 e ampliados nas décadas seguintes. A pesquisa pretende demonstrar que esse resultado decorreu principalmente de mudanças nas coalizões de defesas dos incentivos, embora fatores externos às coalizões também tenham contribuído. Entre os fatores internos, destacam-se alterações nas estratégias e recursos das coalizões de defesa, bem como nos interesses, percepções e valores dos membros que são autoridades legais e podem influenciar na mudança de determinado programa. Entre os fatores externos destacam-se a posição de liderança mundial nas exportações do etanol, atingida em 2011, mudanças de coligações de governo advindas das eleições de 2010, mudanças na opinião pública no debate sobre biocombustíveis e alimentos, surgimento de novas alternativas energéticas e decisões geradas em outros subsistemas, como cortes orçamentários para diminuir o déficit público. A pesquisa se apoiará no quadro teórico da advocacy coalitions framework, que oferece referências adequadas para a análise de mudanças em coalizões de defesa inseridas no subsistema político. Com base nesse quadro teórico, a metodologia da pesquisa destacará: mapeamento das estratégias e iniciativas das coalizões; análise documental e de conteúdo legislativo; entrevistas; análise de eleições, doações a campanhas e ações de lobby, principalmente durante as votações legislativas. Embora apoiada em dados quantitativos, a análise será qualitativa, com ênfase na compreensão dos mecanismos causais, em busca de identificar ações desenvolvidas a partir dos estímulos externos para mudança nas coalizões. A hipótese da tese é que essas informações e análises demonstrarão a prevalência dos fatores internos sobre os externos na mudança de posição do Congresso sobre o etanol. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Pesquisadora da Unesp recebe bolsa para conferência sobre etanol nos Estados Unidos 

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
THOMAZ, Laís Forti. As coalizões de defesa e as mudanças na política externa comercial e energética dos Estados Unidos para o etanol em 2011. 2016. 156 f. Tese de Doutorado - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo Programa de Pós-graduação em Relações Internacionais San Tiago Dantas..

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.