Busca avançada
Ano de início
Entree

Colonização e dispersão em sítios de ocorrência e a genética das populações de Partamona rustica (Hymenoptera: Apidae: Meliponini)

Processo: 12/23342-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de março de 2013
Vigência (Término): 30 de abril de 2016
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Genética Animal
Pesquisador responsável:Marco Antonio Del Lama
Beneficiário:Elder Assis Miranda
Instituição-sede: Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Assunto(s):Abelhas   Variação genética   Proteção animal   Comportamento animal

Resumo

Muitas das abelhas sem ferrão têm tido suas populações grandemente reduzidas e dizimadas devido às ações antrópicas de desmatamento, exploração e manejo inadequados. A redução e fragmentação de habitat refletem de forma negativa sobre as populações naturais, tendo como consequência a perda de variabilidade genética em razão da redução do tamanho populacional. Fatores como a haplodiploidia, a determinação complementar do sexo (CSD) e a eussocialidade associados à enxameação, afetam a genética das populações de abelhas ao restringir o fluxo gênico materno, tornando as populações altamente viscosas. Partamona rustica, a espécie em estudo, é uma abelha social sem ferrão da tribo Meliponini que ocorre no Brasil em regiões de campos cerrados do norte de Minas Gerais e sudoeste da Bahia. Este grupo de abelhas possui hábito de nidificar em termiteiros arborícolas externos, ativos, e cumeeiras de habitação humana e, que como outras abelhas, são importantes polinizadores. Diante destes fatores e a ausência de estudos para espécie, este trabalho terá como objetivo testar a hipótese de que as populações de P. rustica apresentam estruturação genética nos sítios amostrais devido à colonização de áreas por um número reduzido de linhagens maternas e ao limitado fluxo gênico interpopulacional decorrente de um raio limitado de voo dos machos. Para tanto serão utilizados marcadores mitocondriais e microssatélites. Serão também analisados alguns aspectos ecológicos de P. rustica, a fim de conhecer quais espécies de termiteiros são utilizados para sua nidificação e quais plantas são visitadas por estas abelhas. Essa avaliação poderá contribuir para estimar os riscos das populações frente às alterações do ambiente, bem como para delinear estratégias para sua conservação. (AU)

Publicações científicas (5)
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
ANDRADE, M. A. P.; PEDRO, S. R. M.; CARDOSO, P. F. M.; MIRANDA, E. A.; DEL LAMA, M. A.; SILVA, M. First record of the occurrence of Partamona ailyae Camargo (Hymenoptera: Apidae) in Atlantic Forest. Sociobiology, v. 64, n. 3, p. 363-365, SEP 2017. Citações Web of Science: 0.
MIRANDA, ELDER ASSIS; FERREIRA, KATIE MARIA; CARVALHO, AIRTON TORRES; MARTINS, CELSO FEITOSA; FERNANDES, CARLO RIVERO; DEL LAMA, MARCO ANTONIO. Pleistocene climate changes shaped the population structure of Partamona seridoensis (Apidae, Meliponini), an endemic stingless bee from the Neotropical dry forest. PLoS One, v. 12, n. 4 APR 14 2017. Citações Web of Science: 4.
MIRANDA, ELDER ASSIS; BATALHA-FILHO, HENRIQUE; CONGRAINS, CARLOS; CARVALHO, ANTONIO FREIRE; FERREIRA, KATIA MARIA; DEL LAMA, MARCO ANTONIO. Phylogeography of Partamona rustica (Hymenoptera, Apidae), an Endemic Stingless Bee from the Neotropical Dry Forest Diagonal. PLoS One, v. 11, n. 10 OCT 10 2016. Citações Web of Science: 6.
ANDRADE, ALINE C. R.; MIRANDA, ELDER A.; DEL LAMA, MARCO A.; NASCIMENTO, FABIO S. Reproductive concessions between related and unrelated members promote eusociality in bees. SCIENTIFIC REPORTS, v. 6, MAY 23 2016. Citações Web of Science: 9.
MIRANDA, E. A.; CARVALHO, A. F.; ANDRADE-SILVA, A. C. R.; SILVA, C. I.; DEL LAMA, M. A. Natural history and biogeography of Partamona rustica, an endemic bee in dry forests of Brazil. Insectes Sociaux, v. 62, n. 3, p. 255-263, AUG 2015. Citações Web of Science: 5.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.