Busca avançada
Ano de início
Entree

Investigação dos mecanismos de ação hipoglicemiante do extrato bruto de Myrcia bella em fígado, músculo esquelético e tecido adiposo em modelo de diabetes tipo 1 por estreptozotocina

Processo: 12/23605-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de março de 2013
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2017
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Farmacologia - Etnofarmacologia
Pesquisador responsável:José Roberto Bosqueiro
Beneficiário:Priscilla Maria Ponce Vareda
Instituição-sede: Faculdade de Ciências (FC). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Bauru. Bauru , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:09/52237-9 - Fitoterápicos padronizados como alvo para o tratamento de doenças crônicas, AP.BTA.TEM
Assunto(s):Diabetes mellitus   Plantas medicinais   Peptídeos e proteínas de sinalização intracelular

Resumo

O Diabetes mellitus (DM) é uma desordem metabólica caracterizada por hiperglicemia decorrente de defeitos na secreção ou ação da insulina, que acarreta distúrbios no metabolismo de carboidratos, lipídeos e proteínas. A incidência do DM aumenta de maneira alarmante e os estudos de plantas que possuam efeitos antidiabéticos despertam cada vez mais o interesse por parte de pesquisadores. Espécies do gênero Myrcia são utilizadas na medicina popular para o tratamento do DM. No entanto, ainda há poucos trabalhos que postulem seus mecanismos de ação. Dados de nosso laboratório mostram que o tratamento com extrato bruto de M. bella promoveu diminuição da glicemia, dos níveis séricos de lipídios, aumento do conteúdo de glicogênio e da expressão de proteínas da via de sinalização insulínica como IRS-1, PI3-K e AKT em fígado. Assim, julga-se importante a investigação mais aprofundada dos mecanismos que expliquem tal ação hipoglicemiante. Os animais serão divididos em quatro grupos experimentais: controle salina (animais controle tratados com salina), controle tratado (animais controle tratados com extrato de M. bella), diabético salina (animais induzidos ao diabetes por administração de estreptozotocina e tratados com salina) e diabético tratado (animais induzidos ao diabetes por administração de estreptozotocina e tratados com extrato de M. bella). Serão avaliadas as expressões gênicas e proteicas de enzimas chave envolvidas nos processos de glicogênese, glicogenólise e neoglicogênese em fígado, como glicoquinase, glicogênio sintase, glicose-6-fosfatase e fosfoenolpiruvato carboxiquinase (PEPCK), além de avaliar proteínas chave da cascata de sinalização da insulina em fígado, tecido adiposo e músculo esquelético, como IR, IRS-1, PI3-K, AKT e GLUT4. (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
VAREDA, Priscilla Maria Ponce. Investigação dos mecanismos de ação hipoglicemiante do extrato bruto das folhas de myrcia bella cambess. em fígado, músculo esquelético e tecido adiposo em modelo de diabetes tipo 1 por estreptozotocina. 2017. Tese de Doutorado - Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" Instituto de Biociências (Campus de Botucatu)..

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.