Busca avançada
Ano de início
Entree

Envolvimento de vias de regulações pós-transcricionais nas sinalizações por ABA e glicose: mecanismos de resposta adaptativa rápida a condições de estresse e controle do desenvolvimento

Processo: 12/22125-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de março de 2013
Vigência (Término): 29 de fevereiro de 2016
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Genética Vegetal
Pesquisador responsável:Michel Georges Albert Vincentz
Beneficiário:Gustavo Turqueto Duarte
Instituição-sede: Centro de Biologia Molecular e Engenharia Genética (CBMEG). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas, SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:08/52071-0 - Homeostase energética e sinalização por açúcar: diversificação dos mecanismos moleculares envolvidos no controle do balanço energético em angioespermas, AP.BIOEN.TEM
Assunto(s):Genética molecular   Arabidopsis   Regulação da expressão gênica   RNA mensageiro

Resumo

As plantas desenvolveram um conjunto de mecanismos que possibilitam a adaptação a condições ambientais adversas visando à manutenção da homeostase energética para assegurar o desenvolvimento e propagação. Tais respostas adaptativas envolvem a integração entre sinalização por ABA (hormônio de ajuste a estresse abiótico) e energética (i.e., sinalização por açúcares). A participação de controles pós transcricionais nas respostas mediada por ABA ou glicose ainda é pouco explorada. Recentemente, encontramos indícios de regulações pós-transcricionais atuando no controle da expressão do fator de transcrição AtbZIP63 em respostas à glicose e ABA em Arabidopsis thaliana, e mostramos por análise em escala genômica que 204 e 245 transcritos são potenciais alvos de controle pós-transcricional por glicose e ABA, respectivamente. Esse conjunto de dados possivelmente reflete a necessidade da coordenação de respostas rápidas para a adaptação a estresses. Adicionalmente, as respostas pós-transcricionais ao ABA podem também atuar como um mecanismo rápido de retro-regulação negativa sobre a via central de sinalização desse hormônio, representando uma forma de dessensibilizar e reiniciar as respostas da via. Esses resultados apontam para uma importância significativa do controle de estabilidade de RNAm nas respostas adaptativas a estresses, levantando a pergunta de quais seriam os mecanismos subjacentes. O projeto pretende revelar aspectos inéditos desses mecanismos e as consequências fisiológicas das regulações de meia-vida de transcritos em resposta a ABA (estresse abiótico) ou glicose (sinalização energética). (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.