Busca avançada
Ano de início
Entree

Transcritoma de Eucalyptus globulus e e.urograndis em resposta a baixa temperatura: lignina

Processo: 12/22886-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de março de 2013
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2015
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia
Pesquisador responsável:Paulo Mazzafera
Beneficiário:Vanessa Regina Tofanello
Instituição-sede: Instituto de Biologia (IB). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Eucalipto   Lignina   Fisiologia vegetal

Resumo

Sabe-se que espécies vegetais perenes precisam sobreviver a alterações periódicas em seu ambiente, devendo apresentar mecanismos que lhes permitam sobreviver a esta condição inconstante, através de alterações anatômicas, celulares e moleculares. Estresses por extremos de temperaturas configuram-se como um dos principais elementos que limitam a distribuição geográfica e o crescimento sazonal de diversas plantas, afetando a qualidade e a produtividade de inúmeras culturas e plantações florestais. Celulose e lignina são os principais polímeros em plantas. Eucalipto é hoje em dia a maior fonte de celulose no mundo e lignina é um problema no processo, apesar de na planta, desempenhar importante papel ao servir de suporte para microfibrilas de celulose nas paredes celulares. O eucalipto representa a cultura florestal de maior significância no Brasil, o maior produtor mundial de celulose. Esta indústria é responsável por gerar mais de 150 mil empregos no país. Desta forma, o objetivo deste trabalho é avaliar as respostas de expressão gênica das espécies Eucalyptus urograndis e E. globulus à baixa temperatura (12oC) comparativamente à temperatura controle de 25oC. A segunda espécie cresce em temperaturas mais baixas e tem o crescimento prejudicado em temperaturas mais altas. Sua madeira é de excelente qualidade, com alto rendimento de celulose. Utilizando um banco de RNAseq já produzido pelo nosso grupo, investigaremos nele a expressão diferencial dos vários genes relacionados à biossíntese de lignina, através identificação e anotação dos mesmos, comparação com sequências disponibilizadas na literatura, e validação por experimentos em situação controlada.

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
TOFANELLO, Vanessa Regina. Expressão de genes da via de biossíntese de lignina no caule de plantas de Eucalyptus globulus e E. urograndis expostas a diferentes temperaturas. 2015. Dissertação de Mestrado - Universidade Estadual de Campinas. Instituto de Biologia.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.