Busca avançada
Ano de início
Entree

Emissões de gases de efeito estufa no semiárido brasileiro: forçantes ambientais, climáticas e sociais

Processo: 12/19875-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de março de 2013
Vigência (Término): 30 de novembro de 2015
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Geociências
Pesquisador responsável:Jean Pierre Henry Balbaud Ometto
Beneficiário:Eráclito Rodrigues de Sousa Neto
Instituição-sede: Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE). Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (Brasil). São José dos Campos , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:09/52468-0 - Impactos de mudanças climáticas sobre a cobertura e uso da terra em Pernambuco: geração e disponibilização de informações para o subsídio a políticas públicas, AP.PFPMCG.TEM
Assunto(s):Mudança climática   Impactos ambientais   Gases do efeito estufa   Caatinga

Resumo

Nas últimas décadas, os impactos das alterações de origem antropogênicas sobre o meio ambiente têm alterado significativamente o ecossistema terrestre, sendo que o ciclo dos principais nutrientes na biosfera tem sido radicalmente modificado. Estudos a respeito das alterações na ciclagem de carbono e nitrogênio e das emissões de gases do efeito estufa (GEE) causadas pelas alterações no uso da terra são bastante distintos entre as diferentes regiões brasileiras. Algumas regiões ainda carecem de um melhor aprofundamento no conhecimento de seus ecossistemas, como é o caso da região Nordeste brasileira, onde as estimativas de emissão de GEE ainda são incertas. A região semiárida nordestina é considerada a região mais vulnerável do país às possíveis mudanças do clima. A partir destes fatos, os objetivos desta proposta de Pós-Doutorado são: (a) estimar as emissões dos principais gases de efeito estufa (CO2, N2O e CH4) causadas pela alteração no uso e cobertura da terra no bioma Caatinga através do modelo INPE-EM; e (b) quantificar as concentrações de espécies químicas de nitrogênio oriundas da deposição atmosférica deste elemento, causadas pelos diversos processos antrópicos (queima da biomassa, fertilização, etc.). Esperamos identificar as emissões pontuais e integradas de GEE no bioma, os estoques e fluxos de C e N, e a deposição de N visando contribuir para o enriquecimento das atuais informações sobre as emissões de GEE causados pelas mudanças no uso da terra e a dinâmica dos ciclos de carbono e nitrogênio na Caatinga, assim como também esperamos contribuir com futuros inventários de gases de efeito estufa do bioma e nacionais. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.