Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito de microperoxidases na expressão de enzimas antioxidantes: estudos com diferentes agentes carreadores marcados com quantum dots

Processo: 12/19004-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de março de 2013
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2015
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Biofísica - Radiologia e Fotobiologia
Pesquisador responsável:Iseli Lourenço Nantes Cardoso
Beneficiário:Felipe Samuel Pessoto
Instituição-sede: Centro de Ciências Naturais e Humanas (CCNH). Universidade Federal do ABC (UFABC). Ministério da Educação (Brasil). Santo André , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:08/04948-0 - Estrutura e reatividade de hemoproteínas, hemopeptídeos e porfirinas em meios homogêneos e heterogêneos: aspectos básicos e aplicados à nanotecnologia, AP.TEM
Assunto(s):Citometria de fluxo   Reação em cadeia da polimerase via transcriptase reversa (RT-PCR)   Enzimas antioxidantes   Expressão gênica

Resumo

As proteínas celulares estão sujeitas a processos de turnover por meio da digestão da cadeia peptídica para reutilização de seus aminoácidos constituintes na construção de novas proteínas. Contudo, a digestão de proteínas no ambiente celular gera peptídios que, em alguns casos, apresentam papel sinalizador intracelular que podem levar a mudanças no perfil de expressão e no silenciamento de genes. A digestão intracelular de proteínas pode ocorrer nos proteassomos que degrada as proteínas ubiquitinadas e nos lisossomos. Os lisossomos digerem proteínas que tenham sido endocitadas após sua fusão com o endossomo e também digerem as proteínas presentes nas organelas que são alvo do processo de autofagia incluindo a mitofagia de mitocôndrias envelhecidas. Nesse cenário, espera-se que haja liberação e digestão de citocromo c com produção de vários peptídios incluindo os peptídios ligados ao grupo heme denominados microperoxidases e que possuem potencial prooxidante. O presente projeto tem por objetivo verificar se os fragmentos trípticos de citocromo c contendo o grupo heme, ou seja, as microperoxidases, podem alterar a expressão gênica de enzimas antioxidantes. Essa investigação será correlacionada com a capacidade de promover estresse oxidativo que possa culminar com morte celular. Na primeira etapa, determinaremos os carreadores mais apropriados para entrega da microperoxidase e citocromo c via endocitose de tal forma que a mesma seja direcionada aos lisossomos, local, onde se espera sejam formados os fragmentos de citocromo c após autofagia das mitocôndrias e digestão de suas proteínas. Faremos uma comparação com entrega que resulte na localização citosólica dos fragmentos, possivelmente eletroporação. Essa entrega será acompanhada por microscopia confocal para seguir os carreadores marcados com quantum dots em presença de colocalizadores lisossomais. Nessa etapa serão determinados também os mecanismos de morte no caso desse evento ser disparado pela entrega de microperoxidases e citocromo c. Na segunda etapa, definidos os protocolos de entrega mais apropriados, passaremos aos estudos de expressão gênica. Esses estudos serão feitos em comparação com alterações de expressão gênica promovida por indutores de autofagia como rapamicina e tamoxifeno.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)