Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudos Empíricos sobre Evolução de Arquiteturas de Linhas de Produtos Baseadas em Componentes e Aspectos

Processo: 12/17835-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de março de 2013
Vigência (Término): 31 de maio de 2013
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Ciência da Computação - Metodologia e Técnicas da Computação
Pesquisador responsável:Cecília Mary Fischer Rubira
Beneficiário:Leonardo Pondian Tizzei
Instituição-sede: Instituto de Computação (IC). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Engenharia de software   Linhas de produtos de software

Resumo

Em geral, linhas de produtos de software são complexas, pois envolvem o projeto de um conjunto de sistemas que compartilham artefatos. Arquiteturas de linhas de produtos são artefatos essenciais que ajudam a lidar com essa complexidade abstraindo detalhes de implementação. Trabalhos da literatura integram abordagens de aspectos a métodos para projetar arquiteturas e a técnicas de implementação existentes com o propósito de apoiar a evolução de arquiteturas de linhas de produtos. Por exemplo, um trabalho recente propõe um método chamado AO-FArM integra o conceito de aspectos a um método para projetar arquiteturas de linhas de produtos baseadas em componentes (o método FArM). Outro trabalho estende uma técnica de implementação baseada em componentes chamada COSMOS* usando aspectos dando origem a técnica COSMOS*-VP.Avaliações preliminares indicam que a integração de abordagens de aspectos a esses métodos e técnicas traz benefícios no apoio à evolução de arquiteturas de linhas de produto. Contudo, essas avaliações possuem limitações e outros estudos empíricos são necessários para fortalecer os resultados iniciais. Por exemplo, o método AO-FArM não foi comparado diretamente com o método FArM sob o ponto de vista de atributos de evolução. Em relação aos estudos que comparam as técnicas de implementação, eles utilizaram uma única linha de produto, o que pode limitar a abrangência dos resultados. Outra limitação desses estudos é que eles compararam as técnicas COSMOS*-VP e COSMOS*, mas não compararam em relação a outras técnicas ad hoc de implementação baseadas em componentes e aspectos. Este projeto visa explorar se a integração com aspectos traz benefícios ou não realizando dois tipos de estudos empíricos: (i) comparações entre os métodos AO-FArM e FArM para projetar arquiteturas de linhas de produtos e (ii) comparações entre técnicas de implementação COSMOS*, COSMOS*-VP e técnicas ad hoc que integram componentes e aspectos.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)