Busca avançada
Ano de início
Entree

Comparação da concentração de drogas de abuso e medicamentos de interesse forense em diferentes matrizes post-mortem

Processo: 12/24383-3
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado Direto
Vigência (Início): 01 de junho de 2013
Vigência (Término): 30 de setembro de 2013
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Farmácia - Análise Toxicológica
Pesquisador responsável:Bruno Spinosa de Martinis
Beneficiário:Mariana Dadalto Peres
Supervisor no Exterior: Vigdis Vindenes
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Local de pesquisa: Norwegian Institute of Public Health (NIPH), Noruega  
Vinculado à bolsa:10/05978-0 - Humor vítreo: uma alternativa para investigação de drogas de abuso post-mortem, BP.DD
Assunto(s):Toxicologia forense   Autopsia   Drogas ilícitas

Resumo

Em casos de mortes violentas ou suspeitas é essencial determinar se a vítima estava sob o efeito de substâncias psicotrópicas ante-mortem, o que pode ter implicações na causa da morte ou na cadeia de eventos que acaba levando ao fato. Para isso, durante as autópsias são coletadas amostras, usualmente sangue periférico e urina, para análise toxicológicas de drogas e medicamentos. Em casos de corpos putrefeitos, carbonizados, grande perda de sangue e corpos embalsamados não é possível coletar sangue. Nesses casos, outras amostras disponíveis são usualmente coletadas, entretanto devido ao limitado número de estudos a comparação desses resultados com o sangue e sua interpretação se torna dificultada. A análise de drogas em matrizes alternativas pode contribuir para um melhor entendimento sobre as concentrações presentes antes da morte, entretanto, não é sabido ainda se é possível relacionar a concentração em uma amostra alternativa com a concentração sanguínea antes da morte. O objetivo principal do projeto é comparar a concentração de medicamentos e drogas ilícitas coletadas de seis diferentes amostras durante a necropsia. As amostras coletadas serão: sangue periférico e cardíaco, urina, humor vítreo, músculo e fluido pericárdico. Os medicamentos serão extraídos utilizando extração em fase sólida (SPE) e analisados por LC-MS/MS e as drogas de abuso serão extraídas utilizando SPE e analisadas no CG-MS, de acordo com a metodologia desenvolvida e validada no projeto de doutorado. Estes resultados serão importantes para a interpretação das concentrações obtidas nas amostras alternativas, de modo que essas amostras possam ser utilizadas para determinar a causa da morte na ausência de amostras de sangue e urina. (AU)