Busca avançada
Ano de início
Entree

Perfil quantitativo e temporal de atresia folicular em Culex quinquefasciatus sob influência de Wolbachia

Processo: 12/17717-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de março de 2013
Vigência (Término): 29 de fevereiro de 2016
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Parasitologia - Entomologia e Malacologia de Parasitos e Vetores
Pesquisador responsável:Lincoln Suesdek Rocha
Beneficiário:Fábio de Almeida
Instituição-sede: Instituto Butantan. Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Ovário   Apoptose   Vitelogênese   Mosquitos

Resumo

A atresia folicular (AF) é um processo comum, bem estudado em mamíferos, semelhante à apoptose e que ocorre degenerando folículos ovarianos com falhas em seu desenvolvimento. Em mosquitos esse processo ocorre tanto na fase pré-vitelogênica quanto na vitelogênica o que influencia diretamente na quantidade de ovos depositados. Culex quinquefasciatus, é um mosquito responsável pela transmissão de filarioses e do Vírus do Oeste do Nilo em muitas localidades no mundo e, apesar de a reprodução ser algo central para o estudo deste mosquito, há pouco conhecimento em relação a ocorrência de AF ovariana deste inseto. Estudos mostraram que, além de fatores intrínsecos, infecções por alguns patógenos podem aumentar a quantidade de células apoptóticas e de AF em mosquitos. Wolbachia é uma alfa-proteobactéria gram-negativa, intracelular obrigatória, transmitida maternamente e encontrada principalmente em tecidos reprodutivos de diversos artrópodes e nematoides. Esta infecção pode causar diferenças na aptidão reprodutiva (fecundidade e fertilidade), induzir partenogênese, morte dos machos, feminização dos machos e incompatibilidade citoplasmática. Estudos de nosso grupo mostraram que as fêmeas de Culex quinquefasciatus não-infectadas por Wolbachia depositam uma maior quantidade de ovos com maior taxa de viabilidade, em contrapartida necessitam de mais tempo, após alimentação sanguínea, para depositar ovos. O fato de mosquitos infectados depositarem menos ovos e de necessitarem de um menor tempo de desenvolvimento, nos levou a hipotetizar que o fenômeno da AF ocorre diferencialmente em mosquitos infectados e não-infectados. Além da atresia folicular não ter sido bem estudada em Culex quinquefasciatus, a relação desta com presença de Wolbachia nunca foi documentada. Diante desta questão, este projeto tem como objetivo comparar as diferenças no desenvolvimento ovariano entre adultos de Cx. quinquefasciatus infectados e não-infectados por Wolbachia, enfatizando a atresia folicular nos períodos pré-vitelogênico e vitelogênico. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
LORENZ, CAMILA; ALMEIDA, FABIO; ALMEIDA-LOPES, FERNANDA; LOUISE, CAROLINE; PEREIRA, STELLA N.; PETERSEN, VIVIAN; VIDAL, PALOMA O.; VIRGINIO, FLAVIA; SUESDEK, LINCOLN. Geometric morphometrics in mosquitoes: What has been measured?. INFECTION GENETICS AND EVOLUTION, v. 54, p. 205-215, OCT 2017. Citações Web of Science: 13.
ALMEIDA, FABIO; SUESDEK, LINCOLN. Effects of Wolbachia on ovarian apoptosis in Culex quinquefasciatus (Say, 1823) during the previtellogenic and vitellogenic periods. PARASITES & VECTORS, v. 10, AUG 25 2017. Citações Web of Science: 1.
ALMEIDA, FABIO; SUESDEK, LINCOLN; MOTOKI, MAYSA T.; BERGO, EDUARDO S.; SALLUM, MARIA ANICE M. Morphometric comparisons of the scanning electron micrographs of the eggs of Anopheles (Nyssorhynchus) darlingi Root (Diptera: Culicidae). Acta Tropica, v. 139, p. 115-122, NOV 2014. Citações Web of Science: 2.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.