Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo longitudinal das interleucinas 6, 10, 12 e 17 e associações clínicas e laboratoriais em pacientes com lúpus eritematoso sistêmico

Processo: 12/21071-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de abril de 2013
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2017
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Simone Appenzeller
Beneficiário:Karina de Oliveira Peliçari
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Médicas (FCM). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:08/02917-0 - Determinação de marcadores séricos e do líquor associados a alterações estruturais e funcionais do sistema nervoso central no lúpus eritematoso sistêmico, AP.JP
Assunto(s):Reumatologia

Resumo

O lúpus eritematoso sistêmico (LES) é uma doença auto-imune de origem parcialmente desconhecida que se caracteriza por períodos de atividade e remissão. As maiores incidências são em pacientes do sexo feminino na idade produtiva, porém pode acometer pacientes juvenis (LESJ), que são pacientes que possui diagnóstico fechado até os 16 anos de idade. Manifestações inespecíficas como perda de peso, febre, cansaço, perda de cabelo e artralgias são freqüentemente observado em pacientes com LES, porém são pouco específicos, ocorrendo também em outras doenças sistêmicas. Nas manifestações mais especifica do LES podemos encontrar principalmente artrite, comprometimento renal, cutânea entre outros. Através do exame de sangue de pacientes com LES é possível medir marcadores de anticorpos, proteínas e inflamação que podem aumentar de acordo com a atividade da doença. Células T possuem um papel importante na proteção contra patógenos extracelulares, porém células Th17 são específicas para antígenos próprios altamente patogênicos. Dentre outras citocinas a Th 17 produz a IL - 17 que tem sido implicado em muitas doenças autoimunes. Outras interleucinas tem sido demonstrados com uma importância relevante na patogênese do LES, e estão relacionados com a IL-17, como a IL-6, IL-10 e IL-12, porém este papel patogênico no LES ainda não está claro. O objetivo deste trabalho é dosar os níveis de IL-6,IL-10, IL-12 e IL-17 em pacientes adultos e juvenis com LES e controles sadios pareados por idade e correlacionar os níveis das IL-6, IL-10, IL-12 e IL17 com manifestações clínicas, laboratoriais, atividade da doença e danos cumulativos

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
PELICARI, KARINA DE OLIVEIRA; POSTAL, MARIANA; SINICATO, NAILU ANGELICA; PERES, FERNANDO AUGUSTO; FERNANDES, PAULA TEIXEIRA; MARINI, ROBERTO; LAVRAS COSTALLAT, LILIAN TEREZA; APPENZELLER, SIMONE. Serum interleukin-17 levels are associated with nephritis in childhood-onset systemic lupus erythematosus. Clinics, v. 70, n. 5, p. 313-317, 2015. Citações Web of Science: 8.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
PELIÇARI, Karina de Oliveira. Avaliação comparativa em pacientes com lúpus eritematoso sistêmico de início adulto e juvenil : perfil clínico, laboratorial e citocinas IL-6, IL-10 e IL-12. 2017. Tese de Doutorado - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciências Médicas.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.