Busca avançada
Ano de início
Entree

Relação de Flexão-Relaxamento dos Músculos Cervicais e Dor Cervical Crônica em Trabalhadores de Escritório Usuários de Computador

Processo: 12/24138-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de abril de 2013
Vigência (Término): 31 de março de 2015
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Fisioterapia e Terapia Ocupacional
Pesquisador responsável:Thaís Cristina Chaves
Beneficiário:Carina Ferreira Pinheiro de Araújo
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Fisioterapia   Eletromiografia de superfície   Postura sentada

Resumo

A dor cervical é um problema musculoesquelético comum, cuja ocorrência é estimada em torno de 30-50% da população adulta em geral. Um dos fatores que pode levar ao aparecimento desta dor é o uso constante de computador. A alteração no padrão de atividade muscular dos músculos flexores e extensores é uma das características da dor cervical, que nos usuários de computador parece estar associada à manutenção da postura sentada com anteriorização da cabeça ou flexão cervical. Dois fatores de análise importantes para avaliar déficits na atividade muscular são o fenômeno flexão-relaxamento, que analisa essas alterações no padrão de atividade muscular, e a relação flexão-relaxamento, Considerada um importante marcador de comprometimento neuromuscular. O objetivo deste estudo é avaliar, através da eletromiografia de superfície, a ocorrência do fenômeno flexão-relaxamento e mensurar a relação flexão-relaxamento nos músculos extensores da coluna cervical de trabalhadores usuários de computador com e sem dor cervical crônica e de indivíduos saudáveis, não usuários de computador. Serão avaliados 60 indivíduos (20 usuários de computador com dor cervical crônica (GD), 20 usuários de computador sem dor cervical (GS) e 20 indivíduos saudáveis com uso raro de computador (GC)). Os indivíduos responderão o Maastricht Upper Extremity Questionnaire (MUEQ) e o Índice de Incapacidade Relacionada à dor no Pescoço (IIRP), e o FFR e RFR serão analisados através da eletromiografia de superfície dos músculos Eretor da Espinha Cervical (EEC) e Trapézio Superior (TS). Os resultados deste estudo podem nos levar a compreender as desordens que podem levar ao aparecimento de dor, e a partir daí propor intervenções precoces para minimizar o desenvolvimento de distúrbios musculoesqueléticos causados pela manutenção prolongada da postura sentada por longos períodos de trabalho.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
PINHEIRO, CARINA FERREIRA; DOS SANTOS, MARINA FORESTI; CHAVES, THAIS CRISTINA. Flexion-relaxation ratio in computer workers with and without chronic neck pain. JOURNAL OF ELECTROMYOGRAPHY AND KINESIOLOGY, v. 26, p. 8-17, FEB 2016. Citações Web of Science: 2.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
. Relação de flexão-relaxamento dos músculos cervicais e dor cervical crônica em trabalhadores de escritório usuários de computador. 2015. Dissertação de Mestrado - Universidade de São Paulo (USP). Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (PCARP/BC) Ribeirão Preto.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.