Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação Audiológica Infantil: a utilização da Audiometria de Reforço Visual com estímulos de fala

Processo: 12/24810-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de abril de 2013
Vigência (Término): 31 de março de 2016
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Fonoaudiologia
Pesquisador responsável:Orozimbo Alves Costa Filho
Beneficiário:Maria Jaquelini Dias dos Santos
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia de Bauru (FOB). Universidade de São Paulo (USP). Bauru , SP, Brasil
Assunto(s):Crianças   Audiologia   Audição   Linguagem

Resumo

A Audiometria com Reforço Visual (ARV) é considerada um dos testes audiológicos com maior nível de acurácia na detecção de alterações auditivas indicado para crianças entre 6 a 24 meses. Diversos estudos apresentam as indicações, restrições e adaptações da técnica da ARV para obter respostas confiáveis do sistema auditivo. Algumas pesquisas descreveram que o sistema auditivo de crianças responde em uma menor intensidade e mais rapidamente para estímulos de fala ou para estímulo com espectro semelhante ao espectro dos sons da fala. Algumas teorias propõem que a percepção auditiva para sons de fala e para sons do ambiente ocorreria de maneira distinta. Seria a existência de uma rota especial para decodificação da fala, com distinções desde a detecção do espectro acústico, a despolarização não linear das fibras do nervo auditivo, até a localização de neurônios especializados para interpretar os sons de fala no córtex auditivo. Seria possível esta habilidade específica de percepção de fala um fator que modificaria as respostas de crianças entre 6 a 18 meses, avaliadas pela ARV? O estímulo de fala poderia atuar como um estímulo de teste para obter NMR considerando os principais aspectos que norteiam a avaliação: a intensidade em decibel seria menor do que para tons puros modulados; a atenção para realizar o teste seria a mesma, ou estaria menos comprometida quando utilizamos estímulo de fala? Diante destas perguntas, determinou-se realizar a ARV com estímulo warble nas frequências (500Hz, 1KHz, 2KHz, 4KHz), e com estímulos de fala, os quais serão os Sons de Ling. Esta escolha dos estímulos de fala deveu-se às características universais que os constituem, por abrangerem ampla faixa de frequência da fala, e a extensa aplicação em diversas avaliações auditivas. Este estudo pesquisará a utilização dos Sons de Ling, para obter os níveis mínimos de resposta (NMR) na ARV em crianças com audição normal e crianças com deficiência auditiva, e comparar os resultados da ARV-Ling com ARV-warble.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
. Avaliação audiológica infantil: a utilização da audiometria com reforço visual com estímulos de fala. 2016. Tese de Doutorado - Universidade de São Paulo (USP). Faculdade de Odontologia de Bauru (FOB/SDB) Bauru.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.