Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeitos do treinamento concorrente nas concentrações séricas de grelina e biomarcadores da inflamação em homens obesos de meia-idade

Processo: 13/00813-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de abril de 2013
Vigência (Término): 31 de março de 2014
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Educação Física
Pesquisador responsável:Claudia Regina Cavaglieri
Beneficiário:Keryma Chaves da Silva Mateus
Instituição-sede: Faculdade de Educação Física (FEF). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Fisiologia do exercício   Grelina   Obesidade

Resumo

Sabe-se que a inflamação crônica de baixo grau está associada com a obesidade e inatividade física. Por atuar como um hormônio orexígeno, a grelina tem sido estudada em protocolos de exercícios físicos aeróbios e anaeróbios e na interação com outros hormônios como a insulina e o cortisol no combate a obesidade. Entretanto, as respostas deste hormônio ao treinamento aeróbio (TA) e de força (TF) são controversos. Ainda, nenhum estudo se propôs a investigar a resposta da grelina frente a um protocolo de treinamento concorrente (TC), sendo este recomendado por órgãos mundiais de saúde para manutenção e/ou melhora da saúde. Neste contexto, o objetivo desta pesquisa será verificar os efeitos de um programa de treinamento concorrente nas concentrações séricas de grelina e a sua relação com marcadores inflamatórios como o fator de necrose tumoral aplha (TNF-±) em indivíduos com obesidade grau 1. A amostra será composta por 40 indivíduos do sexo masculino com obesidade de grau 1 [índice de massa corpórea (IMC) = 30-34,9 kg/m²] distribuídos em grupo controle (GC; n=20) e grupo treinamento concorrente (TC; n=20). A composição corporal, aptidão cardiorrespiratória e indicadores de força muscular dos indivíduos serão determinados por avaliação antropométrica, teste cardiopulmonar e teste de uma repetição máxima (1RM), respectivamente. Amostras sanguíneas serão coletadas no inicio do estudo (M1)e após 24 semanas(M2), nestas serão analisadas: grelina e TNF-±. O programa de TC será composto pela realização do TF e TA na mesma sessão, com frequência de três vezes na semana, sendo dividido em três etapas (E1, E2 e E3), cada qual com oito semanas de duração e diferentes intensidades. Nossa hipótese é de que o programa de TC pode aumentar a concentração sérica de grelina com consequente diminuição nos níveis séricos do TNF-± após o período de intervenção.