Busca avançada
Ano de início
Entree

Caracterização molecular e fenotípica de gêneros das famílias Synechococcaceae e Chroococcaceae (Cyanobacteria) de ambientes terrestres da Mata Atlântica, SP, Brasil

Processo: 12/16430-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de abril de 2013
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2017
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Botânica - Taxonomia Vegetal
Pesquisador responsável:Célia Leite SantAnna
Beneficiário:Watson Arantes Gama Júnior
Instituição-sede: Instituto de Botânica. Secretaria do Meio Ambiente (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):16/09106-4 - Busca por protetores contra radiação ultravioleta em cianobactérias cocóides terrestres da Mata Atlântica, SP, Brasil, BE.EP.DR
Assunto(s):Sistemática   Cianobactérias   Mata Atlântica

Resumo

As cianobactérias são procariontes fotossintetizantes que habitam a superfície terrestre a cerca de 3,5 bilhões de anos. São organismos encontrados em diversos ambientes, desde águas continentais e marinhas até geleiras e fontes termais. Além disso, estão amplamente distribuídas nos ambientes terrestres, sobre a superfície de rochas, madeiras, solos e outros substratos. Devido à ampla distribuição e capacidade fotossintética, as cianobactérias são importantes produtores primários e também contribuem circunstancialmente nos ciclos do carbono, oxigênio e nitrogênio. Além disso, sabe-se que as cianobactérias são potenciais organismos produtores de substâncias bioativas, principalmente aquelas que habitam ambientes mais adversos, como os terrestres. Em relação à taxonomia e sistemática, por muito tempo esses organismos foram tratados como algas e, por isso, identificados e classificados segundo caracteres morfológicos. Contudo, a comprovação da sua natureza bacteriológica e o avanço do conhecimento científico levaram à moderna taxonomia das cianobactérias que é a chamada taxonomia polifásica. Segundo essa nova abordagem, a morfologia passa a ser um dos critérios utilizados, sendo também avaliadas as características ecológicas, fisiológicas, ultraestruturais e principalmente genéticas. No entanto, há a necessidade de se conciliar as novas informações com todo o conhecimento previamente estabelecido, o que é bastante trabalhoso e demanda muito tempo. Na tentativa de adotar a abordagem polifásica, novos sistemas de classificação têm surgido, mas são ainda incompletos devido à falta de informações polifásicas para a maior parte dos táxons já descritos, principalmente aqueles provenientes de ambientes terrestres de zonas tropicais/subtropicais. A Mata Atlântica (MA), além de ser um Bioma que se estende pelas zonas tropical e subtropical, também é considerada um hotspot para conservação da biodiversidade. Adicionalmente, é comprovado que a MA abriga rica e vasta biodiversidade de cianobactérias terrestres, principalmente as unicelulares e coloniais. Assim, este estudo pretende estudar e caracterizar linhagens de cianobactérias das famílias Chroococcaceae e Synechococcaceae de ambientes terrestres da Mata Atlântica de acordo com critérios fenotípicos e moleculares. As linhagens serão analisadas morfologicamente em microscópio ótico e de transmissão, sendo que através deste último observar-se-á principalmente o arranjo dos tilacóides. As cepas serão também analisadas e comparadas segundo o gene do RNAr 16S e ITS 16S-23S e será investigada a capacidade de algumas dessas linhagens em produzir compostos bioativos com atividades diversas. Além disso, será feita a composição de ficobioliproteínas e capacidade de adaptação cromática de linhagens do gênero Aphanothece, para averiguar a relevância dessas características na taxonomia do gênero. (AU)

Publicações científicas (5)
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
GAMA, WATSON ARANTES; RIGONATO, JANAINA; FIORE, MARLI FATIMA; SANT'ANNA, CELIA LEITE. New insights into Chroococcus (Cyanobacteria) and two related genera: Cryptococcum gen. nov. and Inacoccus gen. nov.. European Journal of Phycology, v. 54, n. 3 APR 2019. Citações Web of Science: 0.
SANT'ANNA, CELIA L.; GAMA, WATSON A.; RIGONATO, JANAINA; CORREA, GILSINEIA; MESQUITA, MARCELLA C. B.; MARINHO, MARCELO MANZI. Phylogenetic connection among close genera of Aphanizomenonaceae (Cyanobacteria): Amphiheterocytum gen. nov., Cylindrospermopsis and Sphaerospermopsis. ALGAL RESEARCH-BIOMASS BIOFUELS AND BIOPRODUCTS, v. 37, p. 205-214, JAN 2019. Citações Web of Science: 1.
CÉLIA L. SANT'ANNA; WATSON A. GAMA; THAIS G. SILVA; ARMANDO A.H. VIEIRA. A new species of Trichodesmium (Cyanobacteria) from freshwaters, Brazil. Rodriguésia, v. 69, n. 4, p. -, Dez. 2018.
RIGONATO, JANAINA; GAMA, WATSON ARANTES; ALVARENGA, DANILLO OLIVEIRA; ZANINI BRANCO, LUIS HENRIQUE; BRANDINI, FREDERICO PEREIRA; GENUARIO, DIEGO BONALDO; FIORE, MARLI FATIMA. Aliterella atlantica gen. nov., sp nov., and Aliterella antarctica sp nov., novel members of coccoid Cyanobacteria. INTERNATIONAL JOURNAL OF SYSTEMATIC AND EVOLUTIONARY MICROBIOLOGY, v. 66, n. 8, p. 2853-2861, AUG 2016. Citações Web of Science: 12.
GAMA, JR., WATSON ARANTES; LAUGHINGHOUSE, HAYWOOD DAIL; ST ANNA, CELIA LEITE. How diverse are coccoid cyanobacteria? A case study of terrestrial habitats from the Atlantic Rainforest (Sao Paulo, Brazil). PHYTOTAXA, v. 178, n. 2, p. 61-97, SEP 12 2014. Citações Web of Science: 13.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.