Busca avançada
Ano de início
Entree

A formação do terapeuta ocupacional para atuação na educação: uma análise da estrutura curricular de cursos de Terapia Ocupacional do Estado de São Paulo

Processo: 12/21696-0
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de março de 2013
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2014
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Educação
Pesquisador responsável:Claudia Regina Mosca Giroto
Beneficiário:Nayla Gonçalves Tomazin
Instituição Sede: Faculdade de Filosofia e Ciências (FFC). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Marília. Marília , SP, Brasil
Assunto(s):Terapia ocupacional   Educação especial   Educação inclusiva   Transtornos de aprendizagem   Formação profissional
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:dificuldades de aprendizagem | educação inclusiva | Terapia Ocupacional | Educaçao Especial

Resumo

Ao se levar em conta que as necessidades educacionais não são determinadas exclusivamente por fatores orgânicos e individuais, centrados no aluno, mas por uma multiplicidade de fatores que retratam, em muitas situações, a precariedade das condições gerais de letramento de parcela significativa da população brasileira é possível compreender o risco de se efetuar uma análise distorcida da realidade educacional, quando esses fatores sociais são desconsiderados em razão da supervalorização dos aspectos individuais. Dentre os inúmeros fatores que podem justificar tal distorção, assume relevância a compreensão equivocada que parcela de profissionais da educação e da saúde apresenta sobre os processos de ensino e de aprendizagem condicionados unicamente às condições biológicas. Na esteira de abordagens que reduzem problemas educacionais a limitações intrínsecas aos alunos, a escola tem sido afastada da co-responsabilidade na superação de tais problemas e tem sido delegado aos profissionais da saúde o lugar de detentor de um saber científico capaz de explicar e solucionar problemas envolvidos com o fazer pedagógico, sem que tais profissionais, em muitas situações, tenham tido formação para isso. Tradicionalmente, o terapeuta ocupacional tem figurado no rol de profissionais da saúde que atuam na Educação, por meio de ações direcionadas, predominantemente, a alunos com deficiências. Mais recentemente, este profissional tem ampliado suas ações no contexto educacional, de forma a se ocupar das dificuldades de aprendizagem. No entanto, a escassez de estudos acerca da formação do terapeuta ocupacional para a atuação na educação, no que diz respeito a essas dificuldades, não tem permitido evidenciar a configuração do papel desse profissional no contexto educacional, de forma a distinguir suas ações daquelas propostas por outros profissionais da saúde ou mesmo se tal atuação se faz necessária. Sob tais pressupostos, esta pesquisa, de natureza documental, tem como objetivo identificar se a formação do terapeuta ocupacional contempla disciplinas e/ou conteúdos que abordam conhecimentos acerca: dos processos de ensino e aprendizagem da leitura e da escrita, da multiplicidade de fatores envolvidos nas dificuldades de aprendizagem, bem como da definição do papel desse profissional frente a tais dificuldades, por meio do estudo das grades curriculares de 22 cursos de Terapia Ocupacional, vinculados a instituições de ensino superior - IES, públicas e privadas, do Estado de São Paulo. A análise dos dados compreenderá a eleição de eixos temáticos. Nas situações que se fizer pertinente, será realizada análise quantitativa dos dados obtidos. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)