Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo da influência do microambiente na proliferação e migração de células-tronco neurais

Processo: 12/24429-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de abril de 2013
Vigência (Término): 31 de julho de 2013
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Morfologia - Citologia e Biologia Celular
Pesquisador responsável:Marimélia Aparecida Porcionatto
Beneficiário:Agnes Araujo Sardinha Pinto
Instituição-sede: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Células-tronco neurais   Movimento celular   Proliferação celular

Resumo

As células-tronco neurais estão presentes durante o desenvolvimento do encéfalo e permanecem no sistema nervoso de mamíferos adultos. No cérebro adulto, as células-tronco neurais estão contidas em regiões que permitem regulação e manutenção de suas características de autorrenovação e potencial de diferenciação. Componentes da matriz extracelular, fatores de crescimento, fatores neurotróficos e quimiocinas constituem o microambiente neurogênico e estão envolvidos na manutenção dos progenitores neurais. Diversos fatores intrínsecos e extrínsecos regulam proliferação e migração de células-tronco neurais, existindo grande complexidade de interações moleculares que regulam esses processos. Assim, um aspecto importante da neurogênese no cérebro de mamíferos adultos é a relação entre proliferação e migração de células-tronco neurais e seus derivados, como os neuroblastos que se diferenciam em neurônios quando atingem seu destino final. O controle da transição de um estado proliferativo para um estado migratório é fundamental para a correta localização de neurônios recém-gerados e erros nesse processo podem ocasionar falhas, por exemplo, em uma resposta a uma lesão. Este projeto tem dois objetivos, o primeiro visa estudar a proliferação de células-tronco neurais derivadas da zona subventricular quando inseridas, in vitro, em diferentes locais do encéfalo para observar se a localização afeta a proliferação. O segundo objetivo é verificar se uma lesão traumática no encéfalo modifica a proliferação das células-tronco neurais da zona subventricular. A compreensão dos mecanismos moleculares que controlam a proliferação das células-tronco neurais e a migração de neuroblastos em resposta a fatores quimioatrativos em condições fisiológicas ou patológicas é necessária para a compreensão dos mecanismos de controle da neurogênese no adulto. (AU)