Busca avançada
Ano de início
Entree

Geografia e artes: um estudo sobre a pintura de paisagem do rio hudson (usa) e a construção da teoria geomorfológica nos Estados Unidos no Século XIX

Processo: 12/20562-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de maio de 2013
Vigência (Término): 31 de maio de 2014
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Geografia - Geografia Humana
Pesquisador responsável:Antonio Carlos VITTE
Beneficiário:Maíra Kahl Ferraz
Instituição-sede: Instituto de Geociências (IG). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):História do pensamento geográfico   Artes   Geomorfologia

Resumo

As concepções cientificas se transformam por influencias sócioeconômicas e culturais. A ciência moderna pautada em princípios matemáticos e empiristas esta sendo questionada e revista o que possibilita a adoção de novas percepções. O pós- estruturalismo permite uma nova cognição e a adoção de temas, como literatura, artes até então renegados pela ciência. Esta pesquisa pretendente relacionar a pintura de paisagem com a estruturação da geomorfologia norte americana durante o século XIX, buscando compreender a gênese e o desenvolvimento da utilização do conceito de paisagem, tanto na geografia como nas artes, pois entendemos que desde a sistematização da geografia por Humboldt as pinturas de paisagem eram utilizadas como meio de estudo.Assim, o objetivo desta será analisar por meio das pinturas de paisagem dos artistas da Hudson River School, as mudanças ocorridas na paisagem ao longo do Rio Hudson durante o século XIX, pois período várias transformações ocorreram na sociedade norte americana o que influenciava as ciências e a forma de representar a paisagem.