Busca avançada
Ano de início
Entree

Mecanismos moleculares da interação funcional entre Ras e ciclina D1 em células malignas dependentes de Ras

Processo: 12/20186-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de abril de 2013
Vigência (Término): 01 de maio de 2018
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Biologia Molecular
Pesquisador responsável:Hugo Aguirre Armelin
Beneficiário:Matheus Henrique dos Santos Dias
Instituição-sede: Instituto Butantan. Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:13/07467-1 - CeTICS - Centro de Toxinas, Imuno-Resposta e Sinalização Celular, AP.CEPID
Bolsa(s) vinculada(s):16/17945-6 - Investigação das redes proteômicas e fosfoproteômicas envolvidas na atividade complementar de ciclina D1 para a transformação maligna por Ras, BE.EP.PD
Assunto(s):Ciclina D1   Neoplasias   Ciclo celular

Resumo

K-Ras, H-Ras e N-Ras compõem uma família de pequenas GTPases que funcionam como chaves moleculares, convertendo a ativação de receptores transmembranares em ativação de vias de sinalização intracelular; como por exemplo, a via de MAPK. Mutações do tipo ganho-de-função em proteínas Ras estão presentes em cerca de 20% dos tumores humanos, frequentemente levando a dificuldades no tratamento e prognóstico ruim. Dentre outras proteínas cuja atividade tem se mostrado necessária para a tumorigênese por Ras, nós e outros temos demonstrado que ciclina D1 é importante para o surgimento e manutenção de fenótipos malignos dependentes de Ras. Classicamente, a proteína ciclina D1 é responsável por acoplar a sinalização mitogênica à maquinaria de controle do ciclo celular propriamente dita, através de sua ligação e ativação das CDKs 4 e 6, controlando assim as primeiras etapas da progressão no ciclo celular. No entanto, novas funções não relacionadas ao controle do ciclo celular e independentes de sua associação às CDKs 4 e 6 vem sendo descritas para esta proteína. Nossa proposta é que em células malignizadas por Ras existe uma interação funcional entre ciclina D1 este oncogene; onde a principal função de ciclina D1 é garantir a viabilidade celular frente ao estresse oncogênico causado por Ras constitutivamente ativo, e não controlar a progressão no ciclo celular. A comprovação, bem como a elucidação dos mecanismos moleculares desta interação funcional entre Ras e ciclina D1 constituem o objetivo central deste projeto. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
DIAS, MATHEUS H.; FONSECA, CECILIA S.; ZEIDLER, JULIANNA D.; ALBUQUERQUE, LAYRA L.; DA SILVA, MARCELO S.; CARARO-LOPES, EDUARDO; REIS, MARCELO S.; NOEL, VINCENT; DOS SANTOS, EDMILSON O.; PRIOR, IAN A.; ARMELIN, HUGO A. Fibroblast Growth Factor 2 lethally sensitizes cancer cells to stress-targeted therapeutic inhibitors. MOLECULAR ONCOLOGY, v. 13, n. 2, p. 290-306, FEB 2019. Citações Web of Science: 0.
ZEIDLER, JULIANNA D.; FERNANDES-SIQUEIRA, LORENA O.; CARVALHO, ANA S.; CARARO-LOPES, EDUARDO; DIAS, MATHEUS H.; KETZER, LUISA A.; GALINA, ANTONIO; DA POIAN, ANDREA T. Short-term starvation is a strategy to unravel the cellular capacity of oxidizing specific exogenous/endogenous substrates in mitochondria. Journal of Biological Chemistry, v. 292, n. 34, p. 14176-14187, AUG 25 2017. Citações Web of Science: 4.
DIAS, MATHEUS H.; KITANO, EDUARDO S.; ZELANIS, ANDRE; IWAI, LEO K. Proteomics and drug discovery in cancer. DRUG DISCOVERY TODAY, v. 21, n. 2, p. 264-277, FEB 2016. Citações Web of Science: 13.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.