Busca avançada
Ano de início
Entree

A ação da via de sinalização da insulina e hsr sobre a longevidade de roedores

Processo: 12/24629-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de abril de 2013
Vigência (Término): 31 de março de 2018
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Biologia Molecular
Pesquisador responsável:Mario Jose Abdalla Saad
Beneficiário:Kelly Lima Calisto da Silva
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Médicas (FCM). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:13/07607-8 - CMPO - Centro Multidisciplinar de Pesquisa em Obesidade e Doenças Associadas, AP.CEPID
Bolsa(s) vinculada(s):16/13788-3 - Estudo da patogenicidade de micoplasma: alternativas experimentais e diagnósticas, BE.EP.PD
Assunto(s):Longevidade

Resumo

O envelhecimento é um processo inerente a todos os seres vivos. Danos cumulativos levam a alterações na homeostase do organismo e a disfunções metabólicas. Uma gama de genes envolvidos nos mecanismos celulares e moleculares de reparação e de defesa tem sido analisada quanto à sua associação com longevidade humana. Alterações na via de sinalização da insulina/fator de crescimento da insulina 1- IIS (Insulin/IGF-1like signaling) são conhecidas por influenciar uma variedade de funções envolvidas no aumento da longevidade e resistência ao estresse. Mutações que diminuem a transdução de sinal da via IIS aumentam a capacidade de resposta a diferentes tipos de estresse e a longevidade. A HSR é um mecanismo de sobrevivência que permite as células responder a condições metabólicas e ambientais adversas. Essa resposta é implicada na extensão da longevidade e reparação de danos celulares. Um estudo recente mostrou que o aumento da longevidade em C.elegans com mutações inativadoras da sinalização da via IIS é mediada pela ação de HSF-1 (Heat shock factors- 1), fator de choque térmico que regula a ativação da HSR (Heat Shock Response). Isso nos leva a sugerir que a via IIS influencia a longevidade através dos reguladores de HSF-1 e que esses reguladores sejam um elo entre a sinalização pela via IIS e a extensão da longevidade. Entretanto a regulação dessa via no envelhecimento em mamíferos não foi ainda investigada. Neste sentido, o objetivo do presente trabalho é avaliar a modulação da via de sinalização da insulina e HSR em tecidos insulino-sensíveis de animais jovens e senescentes em diferentes situações de resistência à insulina.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.