Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeitos do FGF2, FGF10 e da BMP-15 sobre a maturação nuclear de oócitos bovinos durante a maturação in vitro

Processo: 13/00861-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de abril de 2013
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2013
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia
Pesquisador responsável:José Buratini Junior
Beneficiário:Fernanda Fagali Franchi
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IBB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu, SP, Brasil

Resumo

A comunicação entre o oócito e as células somáticas adjacentes é essencial para a diferenciação do complexo cumulus-oócito (COC). Fatores secretados pelo oócito (FSOs), dentre os quais fatores de crescimento dos fibroblastos (FGF) e a proteína morfogenética óssea 15 (BMP-15), são mediadores parácrinos importantes nessa comunicação. O FGF10 é expresso no oócito e seus receptores nas células do cumulus em bovinos, sugerindo seu envolvimento na regulação da diferenciação das células do cumulus. O pico pré-ovulatório de LH estimula a expressão do FGF2 nas células do cumulus bovinas, cujos receptores são expressos em células da granulosa murais, da teca e do cumulus, sugerindo ações parácrinas e autócrinas no folículo antral e no COC. Em folículos bovinos, a BMP-15 é expressa exclusivamente no oócito e regula vários aspectos da diferenciação das células do cumulus. Em camundongos, a BMP15 e o sistema FGF interagem no controle do metabolismo do cumulus e da maturação nuclear. Este projeto propõe o estudo dos efeitos do FGF10, FGF2, BMP-15 e da interação desses FGFs com a BMP15 sobre o progresso da meiose durante a maturação in vitro de COCs bovinos.