Busca avançada
Ano de início
Entree

Mecanismos envolvidos na redução da excreção urinária de albumina induzida pelo bloqueio farmacológico do sistema renina angiotensina em ratos com hipertensão renovascular

Processo: 13/00870-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de abril de 2013
Vigência (Término): 30 de setembro de 2014
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Farmacologia - Farmacologia Cardiorenal
Pesquisador responsável:Adriana Castello Costa Girardi
Beneficiário:Karoline Ruivo Boaro
Instituição-sede: Instituto do Coração Professor Euryclides de Jesus Zerbini (INCOR). Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP (HCFMUSP). Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Albuminúria   Função renal   Hipertensão   Hipertensão renovascular

Resumo

Levantamentos epidemiológicos demonstram a existência de uma correlação positiva entre a excreção urinária de albumina e a frequência de eventos cardiovasculares e mortalidade em pacientes com hipertensão arterial. O aumento da excreção urinária de albumina pode ser decorrente do aumento da permeabilidade glomerular e/ou da diminuição da reabsorção desta macromolécula no túbulo proximal. Na prática clínica, nota-se que os inibidores da enzima conversora de angiotensina bem como antagonistas do receptor AT-1 de angiotensina II exibem maior capacidade de reduzir a albuminúria do que outras classes de drogas anti-hipertensivas, indicando que os antagonistas do sistema renina angiotensina (SRA) promovem efeitos renoprotetores adicionais que são independentes da redução da pressão arterial. Neste projeto propomos elucidar os mecanismos moleculares envolvidos na redução da excreção de albumina urinária induzida pelo bloqueio farmacológico do SRA em ratos com hipertensão renovascular. Mais especificamente testaremos as seguintes hipóteses: (1) que o duplo bloqueio do SRA exerce efeito anti-albuminúrico superior ao da monoterapia com enalapril ou com losartan em ratos com hipertensão renovascular; (2) que ratos com hipertensão renovascular apresentam diminuição da expressão de proteínas essenciais que mantém a integridade da barreira de filtração glomerular e que o tratamento com bloqueadores do SRA são capazes de restaurar a expressão destas proteínas; (3) que ratos com hipertensão renovascular apresentam diminuição da expressão de proteínas essenciais para a reabsorção tubular proximal de albumina e que o tratamento com bloqueadores do SRA são capazes de restaurar a expressão destas proteínas; (4) que ratos com hipertensão renovascular apresentam ativação do SRA intrarrenal e de estresse oxidativo e que o tratamento com bloqueadores do SRA são capazes de atenuar estes processos.