Busca avançada
Ano de início
Entree

Ressonância magnética nuclear aplicada ao estudo metabolômico de Casearia Sylvestris, variedade c. sylvestris, conhecida tradicionalmente como antiulcerogênica, e da variedade c. língua

Processo: 13/01680-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de abril de 2013
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2016
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Orgânica
Pesquisador responsável:Vanderlan da Silva Bolzani
Beneficiário:Jhennifer Priscila Nastri
Instituição-sede: Instituto de Química (IQ). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):16/07816-4 - Avaliação de casearina X, piperlonguina e análogos em proteases associadas ao câncer, BE.EP.IC
Assunto(s):Metabolômica   Química de produtos naturais   Casearia sylvestris   Ressonância magnética nuclear

Resumo

A literatura registra uma série de dados morfo-anatômicos, químicos e genéticos sobre C. sylvestris, uma planta medicinal bastante utilizada pela população brasileira, em diversas regiões, pelas propriedades antiinflamátorias e antiúlcera. Pouco se sabe sobre as duas variedades e se há diferenciação química entre C. sylvestris var. língua do bioma Cerrado e entre a C. sylvestris var. sylvestris que ocorre na Mata Atlântica, já que a literatura relata dados descrevendo diferenças genéticas significativas entre estas duas variedades. Em ecótonos Cerrado/Mata Atlântica essas duas variedades co-exitem, havendo principalmente nessas regiões indivíduos com características intermediárias, tanto do ponto de vista morfo-anatômico quanto genético. Há indícios de que em C. sylvestris var. lingua/Cerrado ocorram predominantemente compostos fenólicos, enquando em C. sylvestris var. sylvestris/Mata Atlântica predominam os diterpenos clerodânicos descritos como antitumorais, uma das linhas de pesquisa do NuBBE. No âmbito do projeto temático - "Prospecção de moléculas bioativas e estudo de variabilidade infra-específica em plantas e microrganismos endofíticos do Cerrado e Caatinga, contribuição para o conhecimento e uso sustentável da biodiversidade brasileira, uma das metas é o estudo metabolômico de espécies de interesse medicinal." (CNPq 563311/2010-0 e FAPESP 2010/52327-5), um dos objetivos visa avaliar a composição química de espécies afins. Alguns metabólitos secundários estão relacionados e/ou condicionados a fatores edáficos, resultando em morfotipos distintos, decorrente do controle genético da espécie. O presente projeto tem como objetivo o mapeamento metabolômico das duas variedades de C. sylvestris, visando um maior conhecimento da composição da espécie de interesse medicinal, incluída na lista de plantas medicinais para validação como fitoterápicos do Sistema Único de Saúde (SUS) do Ministério da Saúde.