Busca avançada
Ano de início
Entree

Perfil dos ácidos graxos em espécies de microalgas de água doce da família Selenastraceae (Chlorophyta) como característica quimiotaxonômica e prospecção de aplicabilidade

Processo: 13/03979-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado Direto
Vigência (Início): 01 de abril de 2013
Vigência (Término): 30 de junho de 2016
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Botânica - Taxonomia Vegetal
Pesquisador responsável:Armando Augusto Henriques Vieira
Beneficiário:Cilene Cristina Mori
Instituição-sede: Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:11/50054-4 - Biodiversidade de microalgas de água doce: banco de germoplasma e obtenção de marcadores moleculares das espécies criopreservadas, AP.BTA.TEM
Assunto(s):Chlorophyta   Microalgas   Quimiotaxonomia   Ácidos graxos

Resumo

O trabalho propõe o levantamento do perfil da composição de ácidos graxos de espécies de microalgas verdes de água doce da família Selenastraceae (Chlorophyta). O perfil de ácidos graxos será considerado como característica quimiotaxonômica em uma abordagem taxonômica polifásica, com os dados obtidos por taxonomia tradicional com base em caracteres morfológicos e com os dados obtidos por análise do 18S do rRNA, em trabalho paralelo. Também serão empregadas abordagens polifásicas por análise digital de imagens das células, e por análise da composição monomérica dos polissacarídeos extracelulares também como característica quimiotaxonômica. Estas outras abordagens estão sendo efetuadas em trabalhos paralelos vinculados ao projeto temático. Um dos objetivos dessas abordagens é fornecer subsídios para o emprego da técnica de DNA barcode que poderá resolver problemas de espécies crípticas e polimorfismo recorrentes neste grupo de microalgas. Os perfis obtidos irão fazer parte de um banco de dados associados às espécies resolvidas taxonomicamente que serão criopreservadas em um banco de germoplasma. O trabalho objetiva, também, a prospecção (que será estendida a outros grupos de microalgas) da composição de ácidos graxos que possam potencialmente ser utilizados na nutrição de animais com interesse econômico, e na nutrição humana, como é o caso de ácidos graxos poli-insaturados, ou em outras aplicações, como combustíveis, por exemplo. A escolha das espécies dará prioridade àquelas que estejam sendo objeto de obtenção do DNA-barcode e obtenção de protocolos de criopreservação, como é o caso de espécies da família em questão, com reconhecidos problemas taxonômico. Essas espécies estão sendo coletadas e isoladas em cultivos axênicos, das 22 UGRHI (Unidades de Gerenciamento de Recursos Hídricos) do Estado de São Paulo (Projeto Temático FAPESP 2011/50054-4). A prospecção será feita em três diferentes idades de crescimento: lag, exponencial e estacionária do crescimento em cultivos considerados "normais", isto é, sem utilização de fatores de estresse. Estes fatores só serão empregados caso o perfil mostre algum ácido graxo que possa ser considerado de "alto interesse" econômico para averiguação se tais fatores incrementarão sua produção. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
MORI, CILENE CRISTINA; BAGATINI, INESSA LACATIVA; DA SILVA, THAIS GARCIA; PARRISH, CHRISTOPHER CHARLES; HENRIQUES VIEIRA, ARMANDO AUGUSTO. Use of fatty acids in the chemotaxonomy of the family Selenastraceae (Sphaeropleales, Chlorophyceae). Phytochemistry, v. 151, p. 9-16, JUL 2018. Citações Web of Science: 1.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.