Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo do comportamento da ionosfera em baixas latitudes, durante o ciclo solar 24

Processo: 13/04239-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de março de 2013
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2014
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Geociências - Geofísica
Pesquisador responsável:Paulo Roberto Fagundes
Beneficiário:Raíssa Brito Silva
Instituição-sede: Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento (IP&D). Universidade do Vale do Paraíba (UNIVAP). São José dos Campos , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:12/08445-9 - Estudo da variabilidade dia-a-dia da mesosfera, termosfera e ionosfera em baixas latitudes e região equatorial, durante o ciclo solar 24, AP.TEM
Assunto(s):Ciclo solar   Ionosfera   Relação Sol-Terra

Resumo

A ionosfera, pode ser subdividida em 3 camadas: a camada D (aproximadamente de 50 km a 90 km), camada E (aproximadamente de 90 km e 150 km), e a camada F (aproximadamente entre 150 km e 1000 km). A camada F pode ser caracterizada pelos seguintes parâmetros: altura virtual mínima da camada F (h'F), freqüência crítica (foF2) e a altura do pico da camada (hpF2). A altura das camadas varia principalmente com a hora, a estação do ano e atividade solar. Ionossondas digitais são instrumentos que têm sido bastante utilizados nos estudos sobre a ionosfera em vários observatórios ao redor do mundo. Os parâmetros ionosféricos foF2, h´F e hpF2 podem ser obtidos através dos ionogramas.Nesse estudo, pretende-se comparar o comportamento da ionosfera em 2 sites localizados em baixas latitudes: são José dos campos (23,2oS, 51,7oW, Dip. Latitude 12,1oS - pico da anomalia equatorial) e Jataí (18,0oS, 45,9oW, Dip. Latitude 17,6oS - região fora do pico da anomalia equatorial).

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.