Busca avançada
Ano de início
Entree

Inclusão escolar e novas exigências nos campos político, da gestão e pedagógico: focalizando práticas de professores de educação especial

Processo: 13/04686-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de abril de 2013
Vigência (Término): 30 de setembro de 2013
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Educação - Tópicos Específicos de Educação
Pesquisador responsável:Rosângela Gavioli Prieto
Beneficiário:Amanda da Motta Baptista
Instituição-sede: Faculdade de Educação (FE). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:11/50497-3 - Inclusão escolar e novas exigências nos campos político, da gestão e pedagógico: focalizando práticas de professores de educação especial, AP.R
Assunto(s):Inclusão escolar   Educação especial

Resumo

No Brasil, mais recentemente, a educação especial é definida como campo de conhecimento e área de atuação alinhada à perspectiva da educação inclusiva, que deve se concretizar como política pública de cunho social. Nesse sentido, o município de São Paulo instituiu, em final de 2004, sua política de educação especial que, entre outras tarefas, visa a assegurar aos alunos com deficiência, transtornos globais do desenvolvimento e altas habilidades/superdotação, matriculados na classe comum, condições de acesso e permanência na escola até que atinjam níveis mais elevados de ensino. Nas normativas daquele ano foram criados e regulamentados centros de formação e apoio à inclusão em cada uma das regiões educacionais da capital paulista. Em sintonia com tal processo, esta pesquisa tem por objeto a política de educação especial paulistana e seu objetivo é apreender e analisar suas implicações na gestão do centro de Campo Limpo e as concepções e práticas de atendimento educacional especializado, desenvolvidas em escolas municipais nessa região, com o fito de analisar efeitos do atendimento educacional especializado na aprendizagem desse alunado matriculado em classe comum, bem como averiguar quais referências teórico-práticas subsidiam a atuação dos professores de educação especial. Apoiada em pesquisa na vertente qualitativa, mais especificamente na pesquisa-ação como abordagem teórico-metodológica, teve sua origem pautada em interesse de desenvolver ações colaborativas entre profissionais do referido centro e da equipe de pesquisadores da Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo. Pretende-se extrair dos resultados da pesquisa contribuições com vistas ao aprimoramento da política de educação especial brasileira, a partir de um estudo local, e para o campo da análise de políticas públicas. (AU)