Busca avançada
Ano de início
Entree

Memorial escolar: organização de documentos textuais

Processo: 13/04764-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de abril de 2013
Vigência (Término): 31 de agosto de 2013
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Educação - Fundamentos da Educação
Pesquisador responsável:Elizabeth dos Santos Braga
Beneficiário:Lia Ikeoka
Instituição-sede: Faculdade de Educação (FE). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:11/00051-9 - Memória, narrativa e a dimensão discursiva da experiência escolar, AP.R
Assunto(s):Preservação e conservação de acervos   Escolas   Documentação

Resumo

O presente plano de atividades está vinculado ao Projeto de Pesquisa "Memória, narrativa e a dimensão discursiva da experiência escolar" (FAPESP, processo 2011/00051-9), sob responsabilidade de Elizabeth dos Santos Braga, e visa auxiliar no trabalho de organização e manutenção de um memorial escolar na escola pública onde o projeto se desenvolve, EMEF Solano Trindade, no bairro Jardim Boa Vista, da Zona Oeste de São Paulo. A construção e manutenção do memorial são de suma importância para uma instituição escolar, haja vista que nele estarão inseridos objetos carregados de significados sociais para a comunidade que participa de sua dinâmica. Descrição dos objetivos: auxiliar na caracterização do memorial escolar como um espaço de preservação, acesso e divulgação da memória da escola, do bairro, dos sujeitos que ocupam o espaço escolar e da história do patrono da escola; organizar os documentos textuais que foram coletados pelo Projeto de Pesquisa e Projeto de Extensão a ele articulado, realizados na escola pesquisada, como por exemplo: transcrições de entrevistas, atas, livros, cadernos escolares, documentos oficiais, jornais; auxiliar na ação técnica de preservação e acondicionamento dos documentos; auxiliar a montagem de exposições temáticas do memorial escolar. Plano de trabalho: o bolsista deverá desenvolver suas atividades na escola pesquisada, durante três dias por semana, com a duração de 5h diárias (total de 15h semanais). O memorial escolar conta com espaço reservado na escola e o bolsista trabalhará nele, com material adequado, financiado pela Pró-Reitoria de Cultura e Extensão da Universidade de São Paulo. O bolsista terá também treinamento técnico do pessoal do Centro de Memória da Educação da Faculdade de Educação da USP sobre preservação e acondicionamento de documentos. Metodologia: métodos para preservação e acondicionamento de documentos desenvolvidos pelo Centro de Memória da Educação da FEUSP. Cronograma de resultados previstos: abril a junho de 2013: organização dos documentos do memorial e de exposição temática; apresentação de relato das atividades realizadas em eventos acadêmicos; participação do bolsista na coletânea que será organizada pela pesquisadora. Julho e agosto de 2013: término das atividades previstas; elaboração de relatório. Justificativa para o Nível de Bolsa TT-1: o nível do bolsista solicitado deve-se ao fato de que as atividades relacionadas podem ser exercidas por alunos de Graduação. O aluno pode ser de qualquer curso na área de Ciências Humanas, preferencialmente do curso de Pedagogia ou História. Justificativa para o plano em termos dos objetivos do programa: o presente Plano de Atividades está relacionado aos objetivos do Projeto de Pesquisa no qual ele se insere, especialmente à criação de espaços onde possa haver um maior conhecimento da memória do bairro e da escola, além de estar relacionado a um dos resultados esperados, que é a organização de documentação e registro fotográfico da escola, numa sala de acervo dinâmica e disponível à comunidade. Zaia (2005) considera que um centro de memória dentro da escola possui uma função social e educativa, uma vez que os suportes de informações são de diversas origens, tais como fotografias, mobiliários, equipamentos, brinquedos etc., peças que carregam em si a identidade da escola. A organização de um memorial escolar permite que as memórias presentes na cultura própria da instituição escolar sejam preservadas, reconstruídas e difundidas (Barletta, 2005). (AU)