Busca avançada
Ano de início
Entree

Dinâmica do nitrogênio e carbono em rios da bacia do alto Paraíba do Sul, Estado de São Paulo

Processo: 13/05381-2
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 01 de junho de 2013
Vigência (Término): 30 de novembro de 2013
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Ecologia - Ecologia de Ecossistemas
Pesquisador responsável:Luiz Antonio Martinelli
Beneficiário:Elizabethe de Campos Ravagnani
Supervisor no Exterior: Robert W. Howarth
Instituição-sede: Centro de Energia Nuclear na Agricultura (CENA). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Local de pesquisa : Cornell University, Estados Unidos  
Vinculado à bolsa:10/52705-0 - Dinâmica do nitrogênio e carbono em rios da bacia do alto Paraíba do Sul, Estado de São Paulo, BP.DR
Assunto(s):Bacia hidrográfica   Nitrogênio   Rio Paraíba do Sul   Carbono

Resumo

Diversos autores destacam a urgente necessidade de mais pesquisas sobre a estrutura e funcionamento da Mata Atlântica, principalmente com relação à ciclagem de nutrientes. A química das águas dos rios tem sido empregada para investigar os processos envolvidos na ciclagem natural desses nutrientes, que são influenciados dentre outros fatores, pelas mudanças no uso do solo, que promovem alterações nas características dos rios, sendo as mais notáveis com relação aos ciclos do C e N. Esse trabalho pretende investigar a dinâmica do nitrogênio e carbono, no rio Paraíba do Sul, e seus formadores, os rios Paraitinga e Paraibuna, que atravessam áreas com diferentes usos do solo, bem como entender como as mudanças no uso do solo (floresta a pastagem) afetam a dinâmica desses nutrientes em pequenos rios de 1ª e 2ª ordem, tributários indiretos do Paraíba do Sul. Alguns resultados já mostram baixa variação entre os rios de primeira ordem nas áreas de floresta e de pastagem, mesmo com a mudança no uso do solo. No caso dos rios Paraibuna, Paraitinga e Paraíba do Sul, as concentrações continuam baixas, apesar da pressão antrópica presente. Algumas variáveis ainda estão em fase de análise. Após o término das mesmas será realizado um estágio de seis meses junto ao Department of Ecology and Evolutionary Biology, da Cornell University, localizada em Ithaca, Nova Iorque, EUA, para análise e interpretação dos dados obtidos. Assim, a realização deste projeto, com a parceria do Prof. Dr. Robert Warren Howarth, irá contribuir para o entendimento de processos biogeoquímicos nesses rios tropicais, contribuindo com ações futuras de conservação e manejo. (AU)