Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação in vitro da terapia fotodinâmica, mediada pelo Photodithazine e luz LED, sobre os fatores de virulência da Candida Albicans

Processo: 12/21201-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de abril de 2013
Vigência (Término): 30 de novembro de 2014
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Materiais Odontológicos
Pesquisador responsável:Ana Cláudia Pavarina
Beneficiário:Renata Caroline Polato Passador
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia (FOAr). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara , SP, Brasil
Assunto(s):Fatores de virulência   Prótese parcial removível   Terapia fotodinâmica   Candida albicans

Resumo

A candidose bucal é um dos processos infecciosos micóticos mais comuns da cavidade bucal. As espécies fúngicas do gênero Candida, particularmente a C. albicans, são o principal agente etiológico da doença. Apesar desses micro-organismos serem comumente encontrados na cavidade bucal em relação de comensalismo, esse tipo de fungo apresenta a habilidade de alterar sua morfologia, provocando infecção dos tecidos bucais. Os tratamentos direcionados à candidose bucal podem incluir terapia antifúngica tópica e/ou sistêmica, além dos cuidados com a higiene bucal. Porém, a utilização de medicamentos antimicrobianos pode ocasionar o desenvolvimento de resistência dos microrganismos. Nesse contexto, a Terapia Fotodinâmica tem sido estudada como um método de tratamento alternativo de doenças infecciosas. Este estudo avaliará o efeito da Terapia Fotodinâmica (PDT), mediada pelo Photodithazine® (PDZ) e luz LED, sobre os fatores de virulência de Candida albicans. Primeiramente, suspensões padronizadas da cepa serão preparadas, e após 48 horas de formação do biofilme, o mesmo será incubado com 100 mg/L de PDZ por 20 minutos (tempo de pré-irradiação), e exposto a dose de luz LED de 37,5J/cm2 (660nm) por 9 minutos. Suspensões adicionais serão tratadas somente com PDZ ou luz, e o controle será constituído de amostras que não receberão PDZ nem luz. Diluições seriadas das amostras serão plaqueadas em Agar Sabouraud Dextrose. Após 48h a 37ºC, as colônias viáveis serão quantificadas. Para a avaliação dos fatores de virulência, duas colônias por placa serão isoladas e ressupensas em PBS. A padronização da concentração celular será realizada espectrofotometricamente, de acordo com os parâmetros exigidos em cada um dos métodos utilizados. Os fatores de virulência avaliados em amostras expostas ou não a PDT serão: capacidade de adesão e formação de biofilme em superfície abiótica, capacidade de síntese de enzimas degradativas específicas (protease e fosfolipase) e formação de tubos germinativos e pseudo-hifas. Os dados serão analisados de acordo com o método estatístico apropriado.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
ALVES, FERNANDA; DE OLIVEIRA MIMA, EWERTON GARCIA; POLATO PASSADOR, RENATA CAROLINE; BAGNATO, VANDERLEI SALVADOR; JORGE, JANAINA HABIB; PAVARINA, ANA CLAUDIA. Virulence factors of fluconazole-susceptible and fluconazole-resistant Candida albicans after antimicrobial photodynamic therapy. Lasers in Medical Science, v. 32, n. 4, p. 815-826, MAY 2017. Citações Web of Science: 8.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.