Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação da Estabilidade, Penetração Cutânea e Atividade Antioxidante da Quercetina Encapsulada em Carreadores Lipídicos Nanoestruturados de Manteiga de Karité e Óleo de Coco

Processo: 13/00844-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de abril de 2013
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2014
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Farmácia - Farmacotecnia
Pesquisador responsável:Priscyla Daniely Marcato Gaspari
Beneficiário:Jéssica Rodrigues Dias
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto (FCFRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Quercetina   Óleo de coco   Antioxidantes   Nanotecnologia

Resumo

O estresse oxidativo gerado por produtos de degradação do metabolismo e da própria respiração celular, bem como por substâncias presentes em alimentos, está entre as causas da peroxidação lipídica das camadas cutâneas, que contribui para o envelhecimento da pele. Assim, é crescente a aplicação de compostos antioxidantes, visando o retardo desse processo de senescência. A quercetina é um flavonoide presente em espécies vegetais que apresenta propriedades antioxidante, anti-inflamatória e fotoprotetora, mas que em detrimento, exibe fotosensibilidade, baixa estabilidade química e insolubilidade em água, exigindo sua incorporação em sistemas particulados para que se torne efetiva sua aplicação clínica. Para tanto, o uso de carreadores lipídicos nanoestruturados (CLN) tem sido a escolha preferencial para veicular ativos destinados à administração tópica, dadas as propriedades associadas a esse sistema que contribuem para a manutenção da estabilidade química e fotoestabilidade do ativo, aumento da permeação cutânea e prolongamento do tempo de permanência do ativo na pele. Neste projeto será desenvolvido um CLN para incorporação da quercetina, composto por uma mistura de lipídeos naturais de manteiga de karité e óleo de coco que apresentam propriedades emoliente, anti-inflamatória e antimicrobiana, que sustentam a escolha destes lipídeos no sentido de somar suas propriedades às da própria quercetina. Os CLNs serão caracterizados quanto ao diâmetro, carga superficial, morfologia e estabilidade. Além disso, serão realizados testes para avaliação da estabilidade da quercetina, estudos in vitro de permeação cutânea, avaliação do efeito antioxidante e determinação da eficiência de encapsulação, visando o desenvolvimento de novas estratégias para a aplicação de antioxidantes em formulações de uso tópico utilizando materiais naturais. Desta forma, espera-se que os CLNs sejam capazes de veicular a quercetina por meio de liberação progressiva do ativo, levando a uma maior penetração dérmica, e a uma maior estabilidade da quercetina em formulações cosméticas.

Patente(s) depositada(s) como resultado deste projeto de pesquisa

FORMULAÇÃO DE CARREADORES LIPIDICOS NANOESTRUTURADOS E USO DA MESMA BR1020140264990 - Universidade de São Paulo (USP) . Jéssica Rodrigues Dias; Maria Perpétua Freire de Morais Del Lama; Patricia Maria Berardo Çonçalves M. Campos; Priscyla Daniley Marcato Gaspar; Rose Mary Zumstein Georgetto Naal; Thas Priscilla Pivetta - 23 de outubro de 2014