Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação do uso do selante de fibrina derivado do veneno de serpente como arcabouço biológico de células tronco mesenquimais na regeneração óssea do fêmur de ratos

Processo: 13/02004-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de maio de 2013
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2015
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Clínica e Cirurgia Animal
Pesquisador responsável:Rui Seabra Ferreira Junior
Beneficiário:Camila Fernanda Zorzella Creste
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FMB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Assunto(s):Terapia baseada em transplante de células e tecidos   Defeitos ósseos   Células-tronco mesenquimais

Resumo

Apesar da alta capacidade regenerativa do tecido ósseo, este processo biológico pode falhar ou mesmo ser limitado por fatores como o tamanho do defeito, por exemplo. A remodelação óssea é um processo em que ocorre degradação localizada do osso, seguida por deposição, em igual quantidade, de material ósseo no mesmo local. Atualmente, a terapia com células tronco têm se mostrado promissora no tratamento experimental de reparos ósseos. Neste sentido, a engenharia de tecidos tem se apresentado como uma área multidisciplinar que tem por objetivos a regeneração de tecidos e a restauração da função de órgãos, pela combinação de células vivas com um arcabouço sintético ou natural para produzir um tecido vivo tridimensional que seja funcionalmente, estruturalmente e mecanicamente igual ao tecido original. A possibilidade da utilização de um Selante de Fibrina, cujo fator polimerizador é derivado do veneno de serpente, abre uma importante opção clínico-cirúrgica. Apresenta como vantagens aos selantes convencionais disponíveis no mercado, a não utilização de sangue humano em sua composição; a possibilidade de formulação personalizada à necessidade da cirurgia, levando-se em conta o tempo de coagulação; bem como o controle do tempo de degradação do Selante. A possibilidade da utilização de células suspensas em selantes de fibrina, ao invés de arcabouços sólidos comumente utilizados, permite a rápida estabilização dessas células em suspensão. O presente projeto tem como objetivo principal avaliar a influência do Selante de Fibrina derivado de veneno de serpente sobre as células tronco mesenquimais (CTMs) não-diferenciadas e pré-diferenciadas, no reparo de defeitos ósseos em fêmur de ratos. Considerando-se que o uso do selante de fibrina possa ser aplicado como arcabouço biológico para as CTMs, poderemos assim criar alternativas terapêuticas no reparo ósseo.

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
CRESTE, Camila Fernanda Zorzella. Avaliação do uso de Selante de Fibrina derivado do veneno de serpente como arcabouço biológico de células tronco mesenquimais na regeneração óssea do fêmur de ratos. 2015. 53 f. Dissertação de Mestrado - Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" Faculdade de Medicina..

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.