Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação do potencial tecnológico do extrato enzimático bruto produzido pelo fungo termofílico Myceliophthora SP. f. 2.1.4 para hidrólise do bagaço-de-cana: uma abordagem comparativa entre produção da enzima por fermentação submersa e em estado sólido

Processo: 13/02574-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de maio de 2013
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2013
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Bioquímica de Microorganismos
Pesquisador responsável:Gustavo Orlando Bonilla Rodriguez
Beneficiário:Marcello Bertoldi Sanchez Neves
Instituição-sede: Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas (IBILCE). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de São José do Rio Preto. São José do Rio Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Sacarificação   Caracterização   Celulase

Resumo

A grande necessidade de mudanças no sistema energético mundial pelo esgotamento dos combustíveis fósseis e mudanças ambientais leva à procura de alternativas energéticas sustentáveis, sobretudo biocombustiveis como o etanol de segunda geração. O presente estudo tem como finalidade avaliar o potencial tecnológico do extrato bruto enzimático produzido pelo fungo termofílico Myceliophthora sp., na produção de bioetanol, por meio de hidrólise enzimática do bagaço de cana-de-açúcar. O fungo será cultivado em fermentação em estado sólido e submersa, possuindo como substrato lignocelulósico papelão triturado. Os extratos brutos serão caracterizados (pH e temperatura ótimos, estabilidade térmica e relacionada ao pH e efeito de íons na atividade enzimática) quanto à atividade das celulases ²-glicosidase e endoglicanase. A hidrólise enzimática do bagaço-de-cana será realizada nas condições determinadas como ótimas e por meio da determinação do perfil de açúcares será possivel comparar o potencial de aplicação do extrato obtido por cada sistema fermentativo. Alêm disso visa-se otimizar o processo de sacarificação empregando diferentes concentrações de surfactantes não iônicos como Tween 20 e Tween 80.