Busca avançada
Ano de início
Entree

Sistemática molecular de Potamotrygonocestus Brooks & Thorson, 1976 (Eucestoda: Tetraphyllidea: Onchobothriidae)

Processo: 13/06071-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de abril de 2013
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2013
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Zoologia - Taxonomia dos Grupos Recentes
Pesquisador responsável:Fernando Portella de Luna Marques
Beneficiário:Bruna Trevisan Souza Szucko
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:11/18947-9 - Sistemática molecular de Potamotrygonocestus Brooks & Thorson, 1976 (Eucestoda: Tetraphyllidea: Onchobothriidae), AP.R
Assunto(s):Potamotrygonidae   Biodiversidade   Zoologia (classificação)

Resumo

As técnicas de biologia molecular tem sido úteis a vários ramos da Biologia e vem sendo amplamente incorporada a várias disciplinas graças à rapidez e à alta eficiência na obtenção de uma grande quantidade de dados passíveis de resolver inúmeras questões relevantes. A exemplo desta observação, a sistemática molecular utiliza sequências nucleotídicas na expectativa de desvendar problemas que somente os dados morfológicos não resolvem, como é o caso da delimitação de espécies em diversos grupos. Um importante modelo que requer a identificação não ambígua de espécies é o sistema hospedeiro/parasita, uma vez que a delimitação precisa das linhagens envolvidas é fundamental para compreendermos os padrões e processos que regem a manutenção e evolução destes sistemas. Arraias da família Potamotrygonidae (Chondrichthyes: Myliobatoidei) são os únicos elasmobrânquios a habitar sistemas fluviais Neotropicais e nelas residem uma grande diversidade de helmintos, dentre os quais encontram-se as 11 espécies atualmente reconhecidas para o gênero Potamotrygonocestus (Cestoda: Tetraphyllidea). As relações filogenéticas das espécies deste gênero foram esboçadas em dois estudos utilizando dados morfológicos, mas nenhuma destas hipóteses contempla a diversidade reconhecida dentro deste grupo atualmente. Este projeto objetiva refinar a sistemática de Potamotrygonocestus com a incorporação de dados moleculares na expectativa de promover o conhecimento necessário para que possamos compreender melhor a evolução desta fauna de helmintos. É esperado que a inclusão de dados moleculares na sistemática deste grupo possibilite testar os conceitos atuais de espécies nominais para este gênero e propor uma hipótese de relação de parentesco para o grupo que nos permita identificar componentes biogeográficos e/ou coevolutivos responsáveis pela diversificação deste grupo de parasitas. (AU)