Busca avançada
Ano de início
Entree

Contribuição prognóstica da subtração entre os SPECTs crítico e intercrítico e o seu alinhamento com a RM (SISCOM) em pacientes com epilepsia farmacorresistente associada à RM 3T normal

Processo: 12/14152-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado Direto
Vigência (Início): 01 de maio de 2013
Vigência (Término): 30 de junho de 2017
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Radiologia Médica
Pesquisador responsável:Lauro Wichert Ana
Beneficiário:Emerson Nobuyuki Itikawa
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:05/56447-7 - Pesquisa através de imagens por ressonância magnética de alto campo destinadas a estudos em humanos, AP.CINAPCE.TEM
Assunto(s):Medicina nuclear   Tomografia computadorizada por emissão de fóton único   Processamento de imagens   Cirurgia   Epilepsia

Resumo

As epilepsias são distúrbios neurológicos que acometem até 1% da população mundial, das quais 30% são epilepsias intratáveis farmacologicamente e para as quais a cirurgia de epilepsia é uma alternativa terapêutica. O planejamento pré-cirúrgico visa localizar e ressecar a Zona Epileptogênica (ZE) e envolve uma avaliação multidisciplinar que inclui: EEG ambulatorial, Vídeo-EEG de superfície e/ou invasivo, Ressonância Magnética (RM) SPECTs crítico/intercrítico, PET e avaliação neuropsicológica. A RM é a neuroimagem de escolha para investigação de lesões epileptogênicas. O problema surge quando a RM de alto campo (3T) é incapaz de revelar qualquer anormalidade estrutural (RM normal). Neste caso, os demais métodos diagnósticos revestem-se de importância ainda maior na tomada de decisão cirúrgica. Dentre eles, o SISCOM tem sido utilizado como referência para a revisão da RM cerebral e para direcionar a implantação de eletrodos invasivos. Objetivos: (a) Avaliar a sensibilidade, especificidade, valores preditivos positivo e negativo do SISCOM na avaliação pré-cirúrgica do paciente com RM 3T normal; (b) Determinar o valor prognóstico do SISCOM em relação à resposta cirúrgica e ao seguimento clínico dos pacientes. Pacientes e métodos: estudo longitudinal, prospectivo, que avaliará a acurácia diagnóstica do SISCOM em 40 pacientes com epilepsia e RM normal. Os pacientes serão submetidos à avaliação pré-cirúrgica e durante a monitorização de Vídeo-EEG, receberão a administração I.V. de 1480 MBq (40 mCi) de 99mTc-ECD durante a crise epiléptica (SPECT crítico) e, dias após, durante o estado intercrítico (SPECT intercrítico). Os SPECTs serão alinhados com a sequência volumétrica ponderada em T1 (3D-T1 Sense) da RM 3T. Todos os achados de SPECT serão correlacionados com os demais dados da avaliação pré e pós cirúrgicas. Resultados esperados: validação da contribuição do SISCOM na avaliação pré-cirúrgica de pacientes epilépticos com RM 3T normal e identificação do valor prognóstico desta técnica na identificação de pacientes com bom ou mau resultado cirúrgicos. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.