Busca avançada
Ano de início
Entree

A partição de elementos traços em minerais formadores de rochas ígneas alcalinas: estudo de diques relacionados ao magmatismo Meso-Cenozóico do sudeste da Plataforma Sul-Americana

Processo: 12/25288-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de maio de 2013
Vigência (Término): 30 de abril de 2015
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Geociências - Geologia
Pesquisador responsável:Rogério Guitarrari Azzone
Beneficiário:Mariana Robertti Ambrosio
Instituição-sede: Instituto de Geociências (IGC). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:12/06082-6 - A província magmática Paraná-Etendeka no Brasil: relações temporais e petrológicas entre o magmatismo toleítico e alcalino e suas implicações geodinâmicas, AP.TEM
Assunto(s):Rochas alcalinas   Mineralogia   Petrologia ígnea

Resumo

O projeto de Mestrado proposto visa estudar o coeficiente de partição de elementos traços entre fenocristais em equilíbrio químico com a sua matriz (afanítica, vítrea ou fanerítica fina) tendo como alvo diques alcalinos de composição contrastante, como os lamprófiros e fonólitos, aflorantes em regiões restritas ao estado de São Paulo. Para alcançar o objetivo proposto, o projeto prevê: seleção, descrição e catalogação das amostras, seguidas por análises petrográficas via microscopia óptica e microscopia eletrônica de varredura, técnicas estas essências para a constatação da condição de equilíbrio químico entre fenocristais e matriz. Por fim, a determinação de elementos maiores, menores e de traços na rocha total e nos minerais formadores de rochas de cada litotipo estudado. Análises geoquímicas globais (rocha total) serão realizadas a partir das técnicas de espectrometria de fluorescência de raios X (FRX), espectrometria óptica com plasma indutivamente acoplado (ICP-OES), além de espectrometria de massa com plasma indutivamente acoplado (ICP-MS). As análises químicas de minerais serão realizadas a partir de técnicas pontuais, in situ, por espectrometria de dispersão de comprimentos de onda (WDS) em microssonda eletrônica e por laser ablation ICP-MS, visando a caracterização composicional e zoneamentos químicos.Os dados obtidos possibilitarão o estudo de partição dos elementos traços entre as fases coexistentes correlacionando-se a ordem de grandeza do mesmo com a composição química do sistema e com a estrutura cristalina. O tratamento teórico dos resultados terá como pilar a aplicação do modelo "cristal lattice strain" que faz menção à influência dos sítios cristalinos característicos dos diferentes minerais no comportamento de partição dos elementos traços. E por fim, o estudo levará à considerações sobre as variações do comportamento de elementos químicos em minerais cristalizados em líquidos de composições contrastantes.O estudo mineralógico a ser desenvolvido neste trabalho de mestrado pretende assim contribuir com dados geoquímicos de grande relevância para a interpretação da evolução magmática local, já que são escassos estudos experimentais relatados na literatura que investiguem a partição de elementos traços entre minerais e magmas alcalinos. O projeto representa uma primeira abordagem ao tema a partir de rochas relacionadas ao magmatismo Meso-Cenozóico da Plataforma Brasileira, agregando uma temática inovadora à tradicional linha de pesquisa do IGc-USP associada ao estudo petrológico do magmatismo alcalino.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.