Busca avançada
Ano de início
Entree

Novo peptídeo troiano antitumoral derivado da proteína WT1 (Wilms' tumor 1): atividade antimelanoma de WT1-pTj e seus mecanismos de ação

Processo: 12/19476-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de maio de 2013
Vigência (Término): 10 de agosto de 2014
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Biologia Geral
Pesquisador responsável:Luiz Rodolpho Raja Gabaglia Travassos
Beneficiário:Mariana Hiromi de Souza Massaoka
Instituição-sede: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Peptídeos   Melanoma

Resumo

A Unidade de Oncologia Experimental (UNONEX), visa terapias inovadoras para o tratamento de melanoma e possui como foco principal peptídeos bioativos provenientes de diversas fontes (Dobroff et al., 2002, 2010; Polonelli et al., 2008; Matsuo, 2011; Arruda et al, 2012). Em trabalho preliminar, demonstramos que uma sequência peptídica com características "troianas", isto é, contendo uma série de resíduos de aminoácidos básicos (R/K) intercalados que permitem a entrada eficiente na célula foi localizada na WT1 humana. O peptídeo designado WT1-pTj encontra-se adjacente a domínios "zinc-finger" na região C-terminal, e foi capaz de inibir a proliferação de células de melanoma, além de impedir a replicação de células de outros tipos tumorais com expressão aumentada de WT1. Avaliações prévias sugerem parada do ciclo celular na fase G2/M, indução dos processos de senescência e autofagia e redução da capacidade clonogênica de células de melanoma humano A2058 após o tratamento com WT1-pTj. Foi constatada a entrada eficiente do peptídeo em células de melanoma dentro de 15 minutos, bem como sua distribuição difusa por toda a célula, incluindo o núcleo, evidenciando a função troiana de WT1-pTj. In vivo, o peptídeo WT1-pTj foi capaz de reduzir o número de nódulos pulmonares no modelo de melanoma murino metastático e de prolongar a sobrevida de camundongos no modelo de xenoenxerto subcutâneo de melanoma humano. Nesse sentido, esse projeto visa caracterizar e definir a atividade do peptídeo WT1-pTj como um peptídeo troiano que apresenta efeito antitumoral, utilizando sistemas in vitro e in vivo de melanoma murino (B16F10-Nex2) e humano (A2058) e buscando definir mecanismos de ação, distribuição e "targeting".

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
MASSAOKA, MARIANA H.; MATSUO, ALISSON L.; FIGUEIREDO, CARLOS R.; GIROLA, NATALIA; FARIA, CAMYLA F.; AZEVEDO, RICARDO A.; TRAVASSOS, LUIZ R. A novel cell-penetrating peptide derived from WT1 enhances p53 activity, induces cell senescence and displays antimelanoma activity in xeno- and syngeneic systems. FEBS OPEN BIO, v. 4, p. 153-161, 2014. Citações Web of Science: 10.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.