Busca avançada
Ano de início
Entree

Caracterização física dos solos degradados por erosão marginal nos reservatório hidrelétricos de Rosana e Chavantes

Processo: 13/03532-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de maio de 2013
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2013
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Geociências - Geografia Física
Pesquisador responsável:João Osvaldo Rodrigues Nunes
Beneficiário:Giordano Begalli Cierutte
Instituição-sede: Faculdade de Ciências e Tecnologia (FCT). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Presidente Prudente. Presidente Prudente , SP, Brasil
Assunto(s):Erosão do solo   Erosão fluvial   Reservatórios

Resumo

Um dos processos naturais ocasionados pela hidrodinâmica fluvial são as erosões marginais, que se intensificam em margens alteradas pela ação humana. Este tipo de erosão contribui significativamente no incremento da carga de sedimentos de fundo dos canais de drenagem, provocando destruição progressiva das áreas de entorno desvalorizando os terrenos ribeirinhos e limitando o seu uso adequado. No entanto, embora as erosões marginais sejam um mecanismo natural de ação dos canais fluviais a formação de reservatórios artificiais para geração de energia hidrelétrica atua como uma força antrópica de alteração das condições de localização, magnitude e frequência deste tipo de processo. Apesar da literatura apontar a existência do impacto de erosões marginais causadas pela implantação e operação de reservatórios, os estudos sobre o comportamento e a dinâmica dos fatores gerados destes processos e dos próprios processos ainda são extremamente incipientes, principalmente quando trata dos tipos de solos onde ocorrem as erosões marginais, visto que a maioria não são solos naturais hidromórficos (Latossolos, Argissolos, Cambissolos, Neossolos, etc). Além disso, parte desta literatura ainda trata as erosões em margens de reservatórios como um processo semelhante às erosões fluviais, o que é um equívoco, posto que o comportamento dos reservatórios, regido por elementos específicos deste tipo de empreendimento, é muito diferente do comportamento de canais fluviais, onde as erosões ocorrem geralmente em solos hidromórficos (ex: Planossolos e Gleissolos). Diante desta situação, verifica-se que há pouco referencial teórico que oriente a ação das empresas de geração de energia na atuação sobre os processos erosivos nas margens de seus reservatórios, considerando todos os diversos aspectos que envolvem a operação destes reservatórios. Com este panorama, o presente projeto objetiva caracterizar os solos das áreas degradadas por erosão marginal, a fim de auxiliar na utilização de metodologias alternativas de monitoramento de processos erosivos, promovendo as adaptações necessárias para o uso em margens dos reservatórios hidrelétricos de Rosana e Chavantes nas margens dos Estados de São Paulo e Paraná. Para tanto, elaborar-se-á descrição morfológica para identificação dos solos das áreas de monitoramento experimental e análise física de rotina; georreferenciamento dos dados coletados com apoio de GPS de navegação, sobrepondo os dados em imagens de alta resolução do satélite Ikonos, através do sistema de informações geográficas (SIG) Idrisi Taiga e, de maneira multidisciplinar, adotar práticas mecânicas para recuperação das áreas degradadas por erosão marginal. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)