Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação da diversidade dos patógenos moleculares (vírus e viroides de plantas) no Brasil

Processo: 13/05688-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de maio de 2013
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2014
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Fitossanidade
Pesquisador responsável:Elliot Watanabe Kitajima
Beneficiário:Pedro Moretti Alves
Instituição-sede: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba, SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:11/50895-9 - Avaliação da diversidade dos patógenos moleculares (vírus e viróides) de plantas no Brasil, AP.BTA.R
Assunto(s):Banco de dados   Vírus   Viroides

Resumo

Com a premissa de que vírus devam ser incluídos entre os organismos vivos, dada sua natureza química e íntima relação com a vida celular, apresenta-se esta proposta para se avaliar a diversidade dos vírus e viroides encontradas infetando plantas no Brasil. Ao mesmo tempo pretende-se gerar um banco de dados reunindo as informações disponíveis sobre os mesmos nas publicações, organizando-o por vírus/viroide, posição taxonômica, hospedeira, vetor, distribuição geográfica e outros comentários (importância econômica, origem, relações com outros vírus, etc.) nos moldes propostos pelo Programa Biota/Fapesp. Este banco de dados deverá sofrer contínua atualização e será disponibilizada à comunidade em um site, que deverá estar integrada ao site do programa Biota/Fapesp. Paralelamente, a fim de alimentar este banco de dados estão planejados levantamentos de vírus/viroides em regiões onde há carência de dados sobre os mesmos, especialmente em vários estados da região Norte do país, e mesmo em algumas regiões do estado de São Paulo. Este trabalho deverá contar com o apoio da comunidade de virologistas do país para alimentar e revisar as informações geradas e também auxiliar nos trabalhos de levantamento previstos. Este tipo de relacionamento deverá consolidar uma rede de comunicação na comunidade, e que em última análise poderá tornar as futuras pesquisas mais eficientes e cooperativas. Inclui-se nesta rede de comunicação troca de informações sobre reativos para detecção/identificação e coleção de vírus/viroides. A coordenação dos trabalhos caberá ao proponente E.W. Kitajima, com a colaboração do prof. J.A.M. Rezende, tendo como base o Dept. Fitopatologia e Nematologia da ESALQ/USP. O orçamento está na ordem dos R$ 50.000 + USD 17.000, compreendendo despesas de viagem; diárias, material de consumo (nacional e importando), serviços de terceiros (no país e no exterior) e um bolsista TT-1. Este auxiliará o coordenador na coleta de informações para o banco de dados. (AU)