Busca avançada
Ano de início
Entree

Polimorfismo do colágeno tipo 3 e da metaloproteinase 9 e como fator de risco para a incontinência urinária em mulheres com diagnóstico de Diabetes mellitus gestacional

Processo: 12/25207-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de junho de 2013
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2015
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Fisioterapia e Terapia Ocupacional
Pesquisador responsável:Marilza Vieira Cunha Rudge
Beneficiário:Ana Paula Machado de Almeida
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FMB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Assunto(s):Qualidade de vida   Polimorfismo de um único nucleotídeo   Ginecologia e obstetrícia   Assoalho pélvico   Diabetes gestacional   Incontinência urinária

Resumo

O Diabetes melittus Gestacional, caracterizado por intolerância à glicose de intensidade variável, detectado pela primeira vez durante a gestação, tem sido identificado como fator de risco para Incontinência Urinária (IU). O colágeno tem por sua vez, papel essencial para a continência urinária. A literatura mostra que na ocorrência de IU, a expressão gênica de proteínas esteve alterada, assim como houve aumento na atividade das MMPs. Os polimorfismos do colágeno tipo 1 e tipo 3 também vêm sendo investigados, uma vez que influenciaram a ocorrência de IU e prolapso pélvico, respectivamente. O presente estudo justifica-se então, pela necessidade de novas investigações a respeito de possíveis fatores influenciadores na continência urinária e integridade da musculatura do AP. O objetivo geral do estudo é analisar a relação do polimorfismo do colágeno tipo 3 e das metaloproteinases 9 com a ocorrência de IU em mulheres com Diabetes melittus Gestacional. Serão analisadas aproximadamente 300 mulheres, cuja seleção será feita por meio de manipulação de prontuários. As mulheres que tiveram parto entre 2009 e 2012, assim como as gestantes entre a 34ª e 38ª semana gestacional no momento da coleta e que respeitarem os critérios de inclusão serão incluídas no estudo. A coleta constará da utilização de ficha de avaliação, questionário de qualidade de vida para mulheres com incontinência urinária, questionário para quantificar e qualificar a perna urinária, questionário sobre resposta sexual na gravidez, avaliação antropométrica e coleta do material biológico salivar. A análise estatística será executada respeitando os pressupostos determinados pelos resultados, características e comportamento das variáveis de estudo. As análises dos dados coletados retrospectivamente serão realizadas de forma isolada e conjunta.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
CUNHA RUDGE, CIBELE VIEIRA; PARANHOS CALDERON, IRACEMA DE MATTOS; MACHADO DE ALMEIDA, ANA PAULA; PICULO, FERNANDA; CUNHA RUDGE, MARILZA VIEIRA; PASCON BARBOSA, ANGELICA MERCIA. Score Establishment and Brazilian Portuguese version of the Pregnancy Sexual Response Inventory (PSRI). Revista Brasileira de Ginecologia e Obstetrícia, v. 40, n. 6, p. 322-331, JUN 2018. Citações Web of Science: 3.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
ALMEIDA, Ana Paula Machado de. Polimorfismo do colágeno tipo 3 e da metaloproteinase 9 como fator de risco para a incontinência em muheres com diabete mellitus gestacional. 2015. 59 f. Dissertação de Mestrado - Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" Faculdade de Medicina..

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.