Busca avançada
Ano de início
Entree

Identificação e caracterização de fungos melanizados com potencial de degradação de tolueno

Processo: 13/01556-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de junho de 2013
Vigência (Término): 31 de maio de 2014
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Microbiologia - Microbiologia Aplicada
Pesquisador responsável:Derlene Attili de Angelis
Beneficiário:Noemi Carla Baron Cozentino
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Rio Claro. Rio Claro , SP, Brasil
Assunto(s):Biorremediação   Tolueno

Resumo

A crescente industrialização e o adensamento populacional tem trazido sérios problemas ao meio ambiente, levando à sua contaminação, e por isso justifica-se a busca por métodos que possam auxiliar a despoluir esses locais. A contaminação ambiental com hidrocarbonetos monoaromáticos, especialmente os BTEX (benzeno, tolueno, etil-benzeno e xilenos) é um dos maiores problemas atravessados atualmente. Uma das alternativas propostas para promover a recuperação dos ambientes mais afetados é o processo de biorremediação, o qual utiliza micro-organismos, autóctones e/ou alóctones, como fonte consumidora dos poluentes lançados no ambiente afetado, geralmente o solo. Os fungos melanizados compõem um grupo particular de micro-organismos, caracterizados pela coloração negra de suas colônias devido à deposição de melanina em sua parede celular. Estudos recentes comprovaram seu envolvimento em processos de biodegradação de hidrocarbonetos, incluindo os BTEX (PRENAFETA-BOLDÚ et al., 2001; PRENAFETA-BOLDÚ et al., 2002; ZHAO et al., 2010). As características extremofílicas e o caráter oligotrófico destes fungos são aspectos importantes que corroboram seu potencial de utilização em processos de biorremediação, bem como para estudos que envolvam a bioprospecção de novos produtos naturais, como enzimas. Após quatro anos isolando fungos a partir de diferentes substratos ambientais, nosso grupo preservou um número significativo de culturas melanizadas. Assim, este trabalho objetiva principalmente selecionar, dentre 200 estirpes de fungos melanizados deste acervo, aquelas com maior capacidade biodegradadora de tolueno. O enfoque deste trabalho abre portas para estudos que envolvam a bioprospeção de enzimas para aplicação em biotecnologia ambiental utilizando-se fungos melanizados.

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
COZENTINO, Noemi Carla Baron. Identificação e caracterização de fungos melanizados com potencial de degradação de tolueno. 2014. 113 f. Dissertação de Mestrado - Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" Instituto de Biociências (Campus de Rio Claro)..

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.