Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação tempo dependente de potenciais biomarcadores proteicos em camundongos espontaneamente diabéticos

Processo: 13/03543-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de maio de 2013
Vigência (Término): 31 de agosto de 2015
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia de Órgãos e Sistemas
Pesquisador responsável:Dulce Elena Casarini
Beneficiário:Isabela Bezerra Loyola
Instituição-sede: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:10/51904-9 - Sistema renina angiotensina e calicreina cininas na hipertensão, obesidade, diabetes, desnutrição e sepses: mecanismos moleculares, celulares e fisiopatológicos, AP.TEM
Assunto(s):Biomarcadores   Diabetes mellitus   Proteínas   Fisiologia renal

Resumo

O Diabetes Melito (DM) é definido por uma desordem metabólica, com origem complexa, caracterizada por uma hiperglicemia crônica. Existe uma alta prevalência na sociedade, sendo considerada uma epidemia mundial. Devido sua origem complexa e às suas váriadas complicações, é de extrema importância entender sua progressão para o desenvolvimento de novas estratégias de prevenção e tratamento. Uma das metodologias que tem sido de enorme importância para tal entendimento é a proteômica, e tem sido bastante promissora para o descobrimento de biomarcadores precoces de diversas doenças. Biomarcadores são substâncias que indicam estados biológicos normais ou patológicos, podendo ser quantificadas e monitoradas. São então, ótimas ferramentas para diagnóstico e prognóstico de diversas doenças, podendo até auxiliar na prevenção das mesmas.O presente estudo envolve as proteínas da família das Serpinas (alfa-1-antitripsina), a proteína ligadora de vitamina D e o cininogênio que, com base em estudos anteriores, já se sabe que estão envolvidas de alguma maneira com o desenvolvimento do diabetes. Pretendemos validas essas proteínas, que possuem potencial para serem biomarcadores de susceptibilidade e/ou progressão do diabetes, em camundongos non-obese diabetic (NOD), esperando que sejam úteis no diagnóstico precoce do diabetes e de suas complicações.