Busca avançada
Ano de início
Entree

Participação do núcleo retrotrapezóide na atividade expiratória induzida por hipercapnia

Processo: 13/04393-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de maio de 2013
Vigência (Término): 30 de abril de 2015
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia de Órgãos e Sistemas
Pesquisador responsável:Ana Carolina Thomaz Takakura
Beneficiário:Fabiola Mika Tanabe
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:10/09776-3 - Mecanismos neurais envolvidos na geração do ritmo expiratório: possível envolvimento do núcleo retrotrapezoide e da região parafacial, AP.JP
Assunto(s):Hipercapnia   Respiração (fisiologia)   Expiração

Resumo

O padrão respiratório é formado por 3 fases: inspiração, pós-inspiração (expiração passiva, estágio 1) e estágio 2 de expiração. Na superfície ventral do bulbo, é possível montar um mapa funcional, englobando todas as classes de diferentes neurônios envolvidos no controle respiratório (Merrill, 1981). Durante a respiração em repouso, o ar é passivamente expirado, sem o recrutamento de músculos expiratórios. O aumento de atividade dos neurônios do bulbo envolvidos com a expiração ocorre na segunda fase da expiração (fase E2). Os músculos expiratórios só são recrutados para a respiração durante situações em que há a necessidade de um aumento da demanda expiratória como, por exemplo, durante situações de hipercapnia ou hipóxia (Fregosi e Bartlett, 1988, Fregosi, 1994, Iizuka e Fregosi, 2007). Dentre as regiões envolvidas com o controle neural respiratório, o núcleo retrotrapezóide (NRT) destaca-se por conter neurônios envolvidos no controle da inspiração (Dobbins e Feldman, 1994). Como a origem e o mecanismo da atividade expiratória ainda é pouco conhecido e controverso, recentemente, estudos na literatura têm buscado comprovar o envolvimento do NRT também na geração de atividade expiratória (Janczewski e Feldman, 2006a, 2006b; Abdala e cols., 2009). Portanto, o objetivo deste projeto é investigar uma possível comunicação entre os neurônios do NRT e os neurônios do grupamento bulbar ventrolateral caudal e se essa comunicação estará ativa durante uma situação de hipercapnia. Esse objetivo será esclarecido mediante uma investigação eletrofisiológica. Serão utilizados ratos Wistar adultos, com peso entre 250 e 300 gramas, anestesiados com isoflurano e submetidos a procedimentos cirúrgicos para os registros de pressão arterial (PA) e eletromiografia de músculos ativados durante a inspiração e a expiração: diafragma e abdominal, respectivamente. Nesses animais, serão avaliadas as alterações na PA e na atividade eletromiográfica do diafragma e abdominal durante hipercapnia após a injeção bilateral de salina ou muscimol (agonista GABAérgico) no NRT. Após o experimento, os animais serão sacrificados e perfundidos e terão seus encéfalos removidos para a verificação de sítio de injeção. (AU)