Busca avançada
Ano de início
Entree

DETECÇÃO MOLECULAR DE Bartonella sp. E HEMOPLASMAS EM AMOSTRAS DE SANGUE DE FELINOS DOMÉSTICOS DA CIDADE DE CAMPO GRANDE, ESTADO DO MATO GROSSO DO SUL

Processo: 13/06016-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de maio de 2013
Vigência (Término): 30 de abril de 2014
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Medicina Veterinária Preventiva
Pesquisador responsável:Marcos Rogério André
Beneficiário:Ana Cláudia Gabriela Alexandre de Santis
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Jaboticabal. Jaboticabal , SP, Brasil

Resumo

Micoplasmas hemotróficos (hemoplasmas) e Bartonella spp. são agentes bacterianos transmitidos por artrópodes, que parasitam mamíferos, principalmente felinos domésticos e selvagens, podendo ocasionar doenças em humanos. Pulgas representam os principais vetores destas bactérias entre os felinos. Enquanto espécies de Bartonella spp. parasitam eritrócitos e células endoteliais, os hemoplasmas são encontados aderidos à superfície das hemácias. As espécies B. henselae, B. clarridgeiae e B. koehlerae possuem como principais reservatórios os gatos domésticos. Bartonella henselae é o principal agente causador da doença da arranhadura do gato em humanos. Felinos domésticos e selvagens podem ser parasitados por Mycoplasma haemofelis, espécie mais patogênica dentre os hemoplasmas, e por 'Candidatus Mycoplasma haemominutum' e 'Candidatus Mycoplasma turicensis', espécies consideradas menos patogênicas. Ocasionalmente, hemoplasmas podem parasitar seres humanos imunocomprometidos. O conhecimento da ocorrência da infecção por estes patógenos em gatos é de suma importância, uma vez que estão incriminados como agentes causadores da anemia infecciosa felina (no caso dos hemoplasmas) e possuírem potencial zoonótico (principalmente espécies de Bartonella spp.). Poucos estudos vêm sendo conduzidos a respeito da ocorrência destes agentes em gatos no Brasil. O presente estudo tem como objetivo detectar a presença do DNA de M. haemofelis, 'Candidatus Mycoplasma haemominutum', 'Candidatus Mycoplasma turicensis' e Bartonella spp. em gatos errantes do CCZ (Centro de Controle de Zoonoses) e domiciliados na cidade de Campo Grande, Mato Grosso do Sul.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
CABRIELA ALEXANDRE DE SANTIS, ANA CLAUDIA; HERRERA, HEITOR MIRAGLIA; MARQUES DE SOUSA, KEYLA CARTENS; GONCALVES, LUIZ RICARDO; BACCARIM DENARDI, NATHANI CRISTINA; DOMINGOS, IARA HELENA; VILELA CAMPOS, JOAO BOSCO; MACHADO, ROSANGELA ZACARIAS; ANDRE, MARCOS ROGERIO. Molecular detection of hemotrophic mycoplasmas among domiciled and free-roaming cats in Campo Grande, state of Mato Grosso do Sul, Brazil. Revista Brasileira de Parasitologia Veterinária, v. 23, n. 2, p. 231-236, Abr. 2014. Citações Web of Science: 13.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.