Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudos paleoambinetais interdiciplinares na costa do Espírito Santo

Processo: 13/09033-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de maio de 2013
Vigência (Término): 30 de abril de 2014
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Geociências - Geologia
Pesquisador responsável:Luiz Carlos Ruiz Pessenda
Beneficiário:Leticia Prado Munhoes
Instituição-sede: Centro de Energia Nuclear na Agricultura (CENA). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:11/00995-7 - Estudos paleoambientais interdisciplinares na costa do Espírito Santo, AP.PFPMCG.TEM
Assunto(s):Clima   Vegetação

Resumo

Este projeto de pesquisa propõe um estudo paleoambiental interdisciplinar desde o Pleistoceno tardio na costa do Estado do Espírito Santo. Um dos locais de estudo compreende a região norte do estado, municípios de Linhares e Sooretama, onde se encontram reservas de Mata Atlântica. Duas abordagens que procuram explicar a atual diversidade desta vegetação serão discutidas: a teoria dos refúgios, que se relaciona às histórias de evolução e extinção locais, e a conexão pretérita com a Amazônia. Em meio à floresta, ocorre vegetação campestre sobre Espodossolos, cujo estudo da origem e desenvolvimento é proposto, juntamente com a dinâmica da vegetação de campo e arbórea. A dinâmica dos manguezais também será investigada e por inferência de sua presença e de indicadores biológicos marinhos, pretende-se verificar a extensão continental da transgressão marinha durante o Holoceno. Propõe-se também verificar a influência das flutuações marinhas no padrão de ocupação humana e de ações antrópicas na dinâmica de vegetação. Estudos com bioconstruções de vermetídeos serão efetuados em Guarapari, cerca de 180 km ao sul das reservas florestais, com o objetivo de se obter curvas de variação de nível relativo do mar e de ´13C e ´18O das carapaças nos últimos ~ 8000 anos; através da comparação destas curvas com as idades e dados isotópicos de vermetídeos de outras regiões da costa brasileira, propõe-se elaborar um modelo de mudança do padrão de circulação oceânica no Holoceno superior e de mudanças climáticas associadas. Todos esses estudos auxiliarão nas inferências das flutuações climáticas desde o Pleistoceno tardio para a costa do Espírito Santo, dados importantes para o desenvolvimento e otimização de modelos paleoclimáticos da região Sudeste do país.