Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise da diversidade microbiana e genes associados com a degradação de compostos aromáticos em Espodossolos brasileiros

Processo: 13/09452-1
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2013
Vigência (Término): 31 de maio de 2014
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Microbiologia
Pesquisador responsável:Marcio Rodrigues Lambais
Beneficiário:Elisa Rabelo Matos
Supervisor no Exterior: Jorge Luiz Mazza Rodrigues
Instituição-sede: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Local de pesquisa : University of Texas at Arlington (UT Arlington), Estados Unidos  
Vinculado à bolsa:11/23448-1 - Micro-organismos e processos microbianos relacionados com a formação de Espodossolos, BP.DR
Assunto(s):Espodossolos

Resumo

Os solos de maior ocorrência na planície costeira do litoral do Estado de São Paulo são os espodossolos. Poucas são as informações relacionadas à gênese destes solos em regiões tropicais, no entanto, é possível que micro-organismos específicos estejam envolvidos na degradação seletiva da MO durante a gênese de espodossolos. Embora a importância dos micro-organismos do solo seja amplamente reconhecida, estudos sobre seus papéis funcionais na formação dos mesmos ainda são escassos. O objetivo desse trabalho é elucidar a dinâmica de transformação de substâncias húmicas em espodossolos na face sul da Ilha Comprida, determinar a diversidade microbiana em diferentes horizontes, associar micro-organismos específicos com processos geoquímicos envolvidos na gênese desses solos em função do regime de drenagem e estabelecer relações entre as comunidades microbianas e as atividades microbianas envolvidas na degradação de substâncias húmicas em microambientes de espodossolos. Para a obtenção das informações sobre a diversidade microbiana em diferentes horizontes será feita a análise de pirosequenciamento do rDNA 16S para bactérias e ITS para fungos e para estabelecer relações entre as comunidades microbianas e as atividades microbianas envolvidas na degradação de substâncias húmicas em microambientes de espodossolos serão avaliadas abundância e diversidade de cinco genes catabólicos que codificam as enzimas alcano monooxigenases e dioxigenases aromáticas bacterianas e lacases fúngicas determinada através de qPCR e pirosequenciamento. Estudos dessa natureza, que visam um melhor entendimento da diversidade microbiana em diferentes horizontes, associação dos micro-organismos específicos com processos geoquímicos envolvidos na gênese desses solos em função do regime de drenagem e o estabelecimento de relações entre as comunidades microbianas e as atividades microbianas envolvidas na degradação de substâncias húmicas em microambientes de espodossolos são fundamentais para o pleno conhecimento e a conservação dos Espodossolos. (AU)