Busca avançada
Ano de início
Entree

O olhar cinematográfico sobre a cidade: a experiência do uso de filmes em aulas de geografia para a educação de jovens e adultos

Processo: 12/10489-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de maio de 2013
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2013
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Geografia - Geografia Humana
Pesquisador responsável:Carla Cristina Reinaldo Gimenes de Sena
Beneficiário:Gabriel Vidal Simois Pozza
Instituição-sede: Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Ourinhos. Ourinhos , SP, Brasil
Assunto(s):Estudos interdisciplinares   Ensino de geografia   Educação de jovens e adultos   Geografia urbana   Cinema

Resumo

A concepção de educação no início do século XXI alterou-se profundamente comparado a segunda metade do século XX. Hoje, com a expansão do conhecimento e das técnicas, novas relações foram sendo estabelecidas entre o homem, meio técnico e natureza, alterando também as formas de comunicação e linguagens entre as pessoas. Tendo em vista que meios de comunicação como a televisão, rádio, impressos, internet, cinema e etc., estão cada vez mais presentes no cotidiano de milhares de jovens e adultos, torna-se necessário não só pensá-los como instrumentos pedagógicos auxiliares como também inclui-los no processo ensino-aprendizagem. Através do ensino de geografia, este trabalho possui como propósito a análise e a prática do conceito de mídia-educação. Por meio de filmes de ficção em séries de Educação de Jovens e Adultos (EJA), em escolas do município de Ourinhos/SP, pretende-se desenvolver uma sequência didática trabalhando aspectos da geografia urbana. Esta aproximação entre os produtos culturais, no caso o cinema, e o conteúdo pedagógico é de fundamental importância para a formação intelectual do alunato, pois este se encontra constantemente sujeito as influências da cultura de massa pelos variados meios de comunicação, fato que exige dos educadores um exercício crítico contínuo através da desmistificação de ideologias presentes em tais produtos. O professor, neste processo, tem a incumbência de ser o mediador entre as informações vinculadas na mídia e o conteúdo pedagógico escolar. Abordar as mídias em sala de aula, como objeto de estudo bem como instrumento didático, torna-se cada vez mais necessário em razão da crescente influência que estes meios exercem sobre grande parte das pessoas, construindo consensos e transmitindo ideologias.