Busca avançada
Ano de início
Entree

Influência dos treinamentos funcional e de força nas adaptações neuromusculares, funcionalidade e qualidade de vida em indivíduos com Doença de Parkinson

Processo: 13/04970-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado Direto
Vigência (Início): 01 de junho de 2013
Vigência (Término): 30 de junho de 2015
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Educação Física
Pesquisador responsável:Carlos Ugrinowitsch
Beneficiário:Carla da Silva Batista
Instituição-sede: Escola de Educação Física e Esporte (EEFE). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Habilidades motoras   Acidentes por quedas   Doença de Parkinson

Resumo

Declínios neuromusculares inerentes ao processo de envelhecimento agravam as alterações motoras decorrentes da doença de Parkinson (DP), como a bradicinesia, a instabilidade postural e a rigidez muscular. Esses sintomas motores interferem drasticamente na realização das atividades da vida diária (i.e., funcionalidade) de indivíduos com DP e ocasionam quedas frequentes. Associado a esses sintomas, a diminuição na capacidade de produção de força observada nesses indivíduos também interfere negativamente na funcionalidade e, consequentemente, aumenta o risco de queda e piora a qualidade de vida dessa população. Adicionalmente, essa diminuição na capacidade de produzir força pode ser um resultado de alterações em alguns mecanismos inibitórios espinhais devido ao drive eferente anormal proveniente dos núcleos da base para a medula espinhal de indivíduos com DP. Desse modo, intervenções que possam retardar ou reverter esse quadro são de suma importância para a manutenção ou melhora da qualidade de vida desta população. Estudos prévios têm demonstrado que o treinamento de força (TF) parece ser capaz de promover neuroplasticidade cerebral e melhorar alguns déficits funcionais em indivíduos com DP através do aumento da força muscular. No entanto, os efeitos desta intervenção na capacidade de produção de força, nos mecanismos inibitórios espinhais, nos sintomas motores, na diminuição do risco de queda e na qualidade de vida de indivíduos com DP até o presente momento são desconhecidos. Por outro lado, um modelo de treinamento que também aumente a força muscular para melhorar a funcionalidade de indivíduos com DP, porém, que exija uma grande demanda proprioceptiva e de controle motor durante a sua execução, pode ser mais efetivo do que o TF para melhorar todas essas variáveis descritas anteriormente. Nesse sentido, o treinamento funcional ou TF em condições de instabilidade (TFI) parece ser bastante promissor, uma vez que indivíduos com DP realizarão exercícios de força tendo a base de suporte principal (i.e., responsável por sustentar a maior parte do peso corporal) em condições instáveis. Porém, de maneira análoga ao TF as adaptações produzidas pelo TFI nessa população também são desconhecidas. Desse modo, o objetivo do presente estudo será analisar e comparar o efeito de doze semanas do TF e TFI nas adaptações neuromusculares, na funcionalidade, nos sintomas motores, no risco de queda e na qualidade de vida de indivíduos no estágio 2 e 3 da DP e, verificar se indivíduos com DP que realizarão a intervenção do TF e do TFI se aproximarão dos indivíduos saudáveis da situação controle após as intervenções tanto nas adaptações neuromusculares quanto na funcionalidade. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Doutoranda da USP recebe Prêmio Pemberton 

Publicações científicas (7)
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
DE OLIVEIRA LIRA, JUMES LEOPOLDINO; UGRINOWITSCH, CARLOS; FECCHIO, RAFAEL; COELHO, DANIEL BOARI; MOREIRA-NETO, ACACIO; GERMANO, RENAN; DE LIMA MILIATTO, ANGELO CORREA; DOS SANTOS VIEIRA YANO, BIANCA CRISTINA; SILVA-BATISTA, CARLA. Minimal Detectable Change for Balance Using the Biodex Balance System in Patients with Parkinson Disease. PM&R, v. 12, n. 3, p. 281-287, MAR 2020. Citações Web of Science: 0.
SILVA-BATISTA, CARLA; CORCOS, DANIEL M.; KANEGUSUKU, HELCIO; PIMENTEL PIEMONTE, MARIA ELISA; BUCKEN GOBBI, LILIAN TERESA; DE LIMA-PARDINI, ANDREA C.; DE MELLO, MARCO TULIO; FORJAZ, CLAUDIA L. M.; UGRINOWITSCH, CARLOS. Balance and fear of falling in subjects with Parkinson's disease is improved after exercises with motor complexity. GAIT & POSTURE, v. 61, p. 90-97, MAR 2018. Citações Web of Science: 9.
SILVA-BATISTA, CARLA; DE BRITO, LEANDRO C.; CORCOS, DANIEL M.; ROSCHEL, HAMILTON; DE MELLO, MARCO T.; PIEMONTE, MARIA E. P.; TRICOLI, VALMOR; UGRINOWITSCH, CARLOS. RESISTANCE TRAINING IMPROVES SLEEP QUALITY IN SUBJECTS WITH MODERATE PARKINSON'S DISEASE. JOURNAL OF STRENGTH AND CONDITIONING RESEARCH, v. 31, n. 8, p. 2270-2277, AUG 2017. Citações Web of Science: 4.
SILVA-BATISTA, CARLA; CORCOS, DANIEL MONTIE; BARROSO, RENATO; DAVID, FABIAN J.; KANEGUSUKU, HELCIO; FORJAZ, CLAUDIA; DE MELLO, MARCO TULIO; ROSCHEL, HAMILTON; TRICOLI, VALMOR; UGRINOWITSCH, CARLOS. Instability Resistance Training Improves Neuromuscular Outcome in Parkinson's Disease. MEDICINE AND SCIENCE IN SPORTS AND EXERCISE, v. 49, n. 4, p. 652-660, APR 2017. Citações Web of Science: 7.
SILVA-BATISTA, CARLA; TAVARES MATTOS, EUGENIA CASELLA; CORCOS, DANIEL M.; WILSON, JESSICA M.; HECKMAN, CHARLES J.; KANEGUSUKU, HELCIO; PIMENTEL PIEMONTE, MARIA ELISA; DE MELLO, MARCO TULIO; FORJAZ, CLAUDIA; ROSCHEL, HAMILTON; TRICOLI, VALMOR; UGRINOWITSCH, CARLOS. Resistance training with instability is more effective than resistance training in improving spinal inhibitory mechanisms in Parkinson's disease. Journal of Applied Physiology, v. 122, n. 1, p. 1-10, JAN 2017. Citações Web of Science: 2.
SILVA-BATISTA, CARLA; CORCOS, DANIEL M.; ROSCHEL, HAMILTON; KANEGUSUKU, HELCIO; BUCKEN GOBBI, LILIAN TERESA; PIMENTEL PIEMONTE, MARIA ELISA; TAVARES MATTOS, EUGENIA CASELLA; DE MELLO, MARCO TULIO; FORJAZ, CLAUDIA L. M.; TRICOLI, VALMOR; UGRINOWITSCH, CARLOS. Resistance Training with Instability for Patients with Parkinson's Disease. MEDICINE AND SCIENCE IN SPORTS AND EXERCISE, v. 48, n. 9, p. 1678-1687, SEP 2016. Citações Web of Science: 17.
SILVA-BATISTA, CARLA; KANEGUSUKU, HELCIO; ROSCHEL, HAMILTON; SOUZA, EDUARDO O.; CUNHA, TELMA F.; LAURENTINO, GILBERTO C.; MANOEL, JR., N.; DE MELLO, MARCO T.; PIEMONTE, MARIA E. P.; BRUM, PATRICIA C.; FORJAZ, CLAUDIA L.; TRICOLI, VALMOR; UGRINOWITSCH, CARLOS. Resistance Training with Instability in Multiple System Atrophy: A Case Report. JOURNAL OF SPORTS SCIENCE AND MEDICINE, v. 13, n. 3, p. 597-603, SEP 2014. Citações Web of Science: 5.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.